Amor é troca, amor é amizade, amor é confiança!

Tenho pensado ultimamente o porquê de nos apegarmos tanto a outras pessoas. É estranho, nos tornamos dependentes e criamos a nossa própria prisão e queremos a todo custo colocar dentro da nossa gaiola o outro e ainda queremos deitar a chave fora.

O amor não é isso.  A paixão também não.

Um desperta o melhor que existe em nós e o outro apesar de mais intenso e sonhador também deveria despertar o que de melhor há em nós.

Os sentimentos nos são ainda difíceis, não temos muita facilidade em lidar com eles. Matamos e morremos em nome do amor.

Se o amor liberta, porque então nos acorrentamos?
Falta de maturidade no nosso processo evolutivo?

Falta de amor próprio?

Falta de Fé na vida?

Falta de Fé em nós mesmos?

Falta de Fé em Deus, que faz sempre tudo certo e para nosso bem?

Difícil julgar, somos seres humanos, passíveis de tantos erros. Mas estamos aqui para aprender e evoluir.

Não viemos passear na Terra. Precisamos ficar atentos. Necessitamos dar um passo à frente, fora da nossa zona de conforto. Nos colocar no lugar do outro também.

Idealizamos demais e realizamos de menos.

Colocar a nossa vida nas mãos de outra pessoa não é justo com nenhuma das partes. Deixar a responsabilidade toda nas costas de alguém é no mínimo cruel.

A felicidade é responsabilidade nossa, o outro, quem quer que seja – um(a) amigo(a), pai, mãe, irmãos, namorado (a), marido ou esposa, etc – enfim, são os nossos parceiros que complementam as nossas vidas, enaltecem o nosso caminho e vice versa.

Amor é troca.  Amor é coragem.  Amor é amizade.
Amor é confiança.  Amor é verdade.

Amor é franqueza.

Amor é alegria.

Amor é limpar as lágrimas.

Amor é ouvir.

Amor é falar.

Amor é parar para prestar atenção.

Amor é colocar-se no lugar do outro.

Amor é compreender.

Amor é repreender quando necessário.

Também vais gostar destes:
Quando um amor faz mal, o melhor é uma boa separação.
Amor de verdade deve ser consertado e nunca jogado fora

Amor é carne e espírito.

Amor vai além do além.

Libertas Quæ Sera Tamen.

Loading...