Aprender a lidar com o lúpus é importante já que esta doença do sistema imunológico faz com que o próprio organismo ataque erroneamente tecidos e órgãos saudáveis.

O lúpus causa diversas inflamações no corpo, nas juntas, pele, rins, sangue, cérebro, coração e até os pulmões podem sofrer com o problema.

O diagnóstico nem sempre é fácil e há apenas um sintoma em particular que é específico da doença: uma erupção avermelhada em forma de borboleta que aparece no rosto. Entretanto, nem todos os pacientes padecem deste sintoma.

Estes são os sintomas mais comuns:

  • dores nas juntas que ficam rígidas e inchadas;
  • febre;
  • erupção cutânea em formato de borboleta no rosto;r
  • fotosensibilidade;
  • fenómeno de Raynaud — frio ou estresse faz com que os dedos das mãos e pés fiquem brancos ou azulados;
  • respiração surta;
  • dor no peito;
  • olhos secos;
  • dores de cabeça, confusão mental.

Se tiveres uma erupção cutânea inesperada, febre, e um cansaço constante, é hora de ires ao médico.

Os factores de risco para o lúpus são:

  • género – mulheres são mais predispostas;
  • idade – geralmente entre 15 e 40 anos;
  • raça – afrodescendentes, hispânicos e asiáticos apresentam maior risco.

Também vais gostar destes:
Cientistas conseguem, pela primeira vez, retirar doença genética do embrião.
Chá poderoso para tratar lúpus, artrite, fibromialgia e esclerose múltipla.

O que deves fazer para melhorar a tua saúde:

  • vai médico com frequência;
  • descans o máximo que puder, já que a fadiga é constante;
  • utiliza bonés, chapéus e aplica proteção solar sempre;
  • exercita-te – isso vai te ajudar a se sentir melhor;
  • não fumes;
  • tem uma dieta rica em frutas, vegetais e grãos integrais.

Este artigo é meramente informativo. Antes de fazer qualquer tipo de tratamento, deves consultar o teu médico.

Loading...