A ideia de que ele aguenta tudo está longe de ser verdade e destróis o teu fígado não só a consumir álcool, mas com outras formas de dificultar que esse órgão de importância vital realize sua função necessária.

1. Comida processada

São normalmente cheias de gordura e conservantes e causam dano oxidativo no fígado. Consumir muitas calorias vindas de gorduras e hidratos pode levar a um fígado gordo.

2. Inatividade

O fígado tem um papel importante na digestão. Um estilo de vida ativo ajuda consideravelmente o fígado a desempenhar esse papel, porque faz com que o corpo use a energia dos hidratos de maneira mais eficiente, reduzindo a quantidade que precisamos.

Destróis o teu fígado

3. Excesso de gordura corporal

A combinação de falta de atividade e consumo exagerado de alimentos processados frequentemente leva à obesidade, que tem o seu próprio efeito negativo no fígado. A obesidade está muito relacionada a uma doença no fígado conhecida como esteatose hepática não gordurosa (ou doença hepática gordurosa não alcoólica – DHGNA). Isso acontece quando muita gordura se acumula no fígado, levando à inflamação e dano.

4. Altas doses de analgésicos

Muitos analgésicos podme danificar o fígado. O acetaminofeno também pode ser encontrado em inúmeros medicamentos e é especialmente perigoso se combinado com álcool.

5. Produtos para emagrecer

Produtos para emagrecer e suplementos alimentares, mesmo os que alegam conter vegetais e substâncias naturais, também podem danificar o fígado. Se os resultados de um produto emagrecedor forem bons demais para serem verdade, pode ser uma má notícia para o teu fígado. A inflamação resultante pode frequentemente vir sem aviso.

Também vais gostar destes:
Sumo detox de cenoura ajuda no controle do colesterol e diminui gordura do fígado.
Conhece os benefícios para o teu organismo se comeres fígado às refeições.

6. Outros medicamentos

Medicamentos que contêm valproato de sódio (um anticonvulsivante usado para tratar convulsões, transtorno bipolar e enxaquecas) tem efeito danoso para o fígado. Outros culpados são a carbamazepina, fenitoína, levofloxacina e moxifloxacina, antibióticos populares no tratamento da sinusite e doenças respiratórias, causando dano no fígado de muitos pacientes.

Loading...