Paulo Morais, garante que 85% da divida portuguesa, deve-se à corrupção e existe muito pouca gente a falar a verdade.

Paulo Morais garante que em Portugal há pouca gente a falar a verdade e com a ignorância do povo português nestas matérias, este é muito fácil de manipular e enganar.
Os políticos andam a contaminar a opinião pública com a falsa ideia de que “os portugueses são um bando de malucos, que andaram a comprar telemóveis e a gozar férias”, afirma Paulo Morais, e que por esse “abuso” terão de ser castigados e esse castigo é a austeridade.

Infelizmente muitos portugueses acreditaram e aderiram em massa a este espírito de sacíficio, aceitando muitos dos castigos, uma vez que foram mentalizados de que realmente os mereciam.

No entanto, Paulo Morais garante que os portugueses não andaram a gastar acima das suas possibilidades, não devem ser castigados por algo que não merecem, não devem esperar que a austeridade seja a solução e que a crise foi provocada por décadas de corrupção e de roubos.

A austeridade será apenas um castigo inútil, que aguentará por mais alguns anos.
“Serviu para forçar os portugueses a ficar mais pobres para sustentarem os corruptos e os ricos. Que são cada vez em maior número, roubam cada vez em maior quantidade e cada vez têm menos vergonha. Os portugueses devem mentalizar-se que a crise tem apenas uma causa… a corrupção de que somos vítimas há 20 e tal anos”, afirma Paulo Morais.

A dívida pública foi gerada por incompetentes que gerem mal o dinheiro público e ainda são pagos por isso; criam-se fundações, institutos, empresas municipais e observatórios que custam muito dinheiro e que mantêm milhares de pessoas; em suma, são esquemas atrás de esquemas que conduzem o nosso país para a ruína, e ninguém se importa nem quer saber. Tanta gente a roubar ao longo de todos estes anos é óbvio que as contas tinham de chegar a este estado e a dívida privada é outro embuste.

Andaram este tempo todo a culpar os portugueses, quando na verdade não têm culpa nenhuma.

Paulo Morais não entende como é que essas pessoas não têm vergonha e mostra-se ofendido com o abuso que os políticos exibem ao optar por baixar os salários na função pública para manter carros de luxo.

“Portugal e Grécia faliram por corrupção do Estado”, afirma convictamente um interlocutor. Os portugueses de hoje já estão fartos de corrupção e querem mesmo acabar com ela.
Não se admite que não haja um único processo que tenha terminado com um político corrupto na prisão.

Também vais gostar destes:
Funcionários da Segurança Social foram presos por corrupção.
#BenficaGate – O E-mail mais ESCÂNDALOSO da corrupção.

Ninguém consegue imaginar como a incompetência e a má fé dos sucessivos governos pode destruir milhões e milhões dos impostos de todos os contribuintes.
Ninguém é capaz de mudar o que está errado, pois os trabalhadores são penalizados todos os dias, enquanto que quem “governa” enche os bolsos e não sofrem as mesmas penalizações.

Temos que dizer basta! Há muito a ser mudado e esta mudança terá de começar por alguém que seja capaz de dar o primeiro passo.

Loading...