Uma mulher do Texas teve um filho prematuro devido a pré-eclampsia grave, bem como tensão alta, edema e outras condições que agravaram seriamente a sua gravidez.

Por esse motivo o bébe veio ao mundo 12 semanas antes do esperado, pesando menos de 1kg e ficando mais de 140 dias na UTIN (Unidade de Cuidados Intensivos Neonatais).

A mãe cuidou dele durante todo o dia, fazendo com que sentisse o seu calor dela, no entanto, ela odiava ter que se separar dele à noite, já que o Hospital havia proibido estritamente que alguém ficasse na UTIN no período nocturno, apenas as enfermeiras de plantão podiam ter acesso para cuidar de quaisquer complicações que poderiam surgir.

filho prematuro

Finalmente, ela optou pela brilhante ideia de preencher uma luva de látex com sementes (luvas que são usadas para jardinagem ou lavagem) e colocá-la de lado para o bebé durante as noites em que ele estivesse hospitalizado e sozinho, sentisse que alguém estava presente. A mãe do bebé abraçou a luva constantemente para que fosse impregnada com o seu aroma e o bebé pudesse perceber a sua presença.

Aquando da alta do seu filho dedicou-se a fazer mais luvas preenchidas com sementes e doou-as ao Hospital, com a promessa de melhorá-las para continuar a ajudar mais bebés prematuros.

Ao longo do tempo, ela fundou a empresa Natured by Design e recebeu uma grande concessão da famosa Opra Winfrey, que é apaixonada por ajudar os outros.

A luva, não só procurou o conforto do bebé e imitava a sensação de toque dos pais, mas também ajudava na auto-regulação da respiração e reduzia os episódios de falta de oxigénio.

Também vais gostar destes:
Crianças jogam um jogo especial na escola para aprenderem sobre o ódio.
Como ensinar às crianças as palavras mágicas “por favor” e “obrigado”

filho prematuro

Sem dúvida, essa grande invenção manterá os pais calmos enquanto os seus filhos estiverem na UTIN e eles, por sua vez, sentirão o calor da família…

Loading...