É preciso ter em atenção o IRS na hora de comprar o material escolar.

Desde 2015 que as despesas com o material escolar não são dedutíveis ao IRS e, por isso, não contam para aquele abatimento até 800 euros permitido a cada família com dependentes.

Assim, o custo do material escolar não pode ser usado para reduzir o imposto porque não está isento de IVA ou suporta uma taxa reduzida dos 6%. Há, no entanto, uma forma de ultrapassar este obstáculo: adquirir este material na própria escola.

Por regra, a factura emitida pela escola estará isenta ou terá uma taxa de IVA elegível (6%), o que permite que 30% destes gastos sejam contabilizados como despesa de educação.

Por norma, os estabelecimentos de ensino não passam factura aquando da compra, porém remetem para a AT a informação global da despesa incorrida pelo aluno ao longo do ano ano anterior.

Também vais gostar destes:
Como poupar dinheiro com os manuais escolares.
Casal viaja pelo mundo após transformar autocarro da escola num apartamento.

Propinas, mensalidades de colégios, explicações (se feitas por um explicador e não por um centro de estudos) e livros escolares mantiveram-se como despesa de educação.

Gostaste deste post? Sem sim, partilha para que mais gente possa estar informada.