Não forces nada, nem roupa, nem sapato, nem sentimentos, nem relacionamentos. Tudo o que for insistência apenas trará dor, decepção e sofrimento. Deixa a vida fluir e luta pelo que vale a pena e por quem faz diferença positiva na tua vida.

Correr atrás do que não tem chances de fazer parte da vida da gente só serve para trazer decepção e para minar qualquer auto-estima. É preciso discernir o que pode do que não pode acontecer, ou adoeceremos e viveremos infelizes e intranquilos.

Existirão pessoas que gostarão de nós já na primeira vez e manterão amizade sincera connosco pelo resto das nossas vidas, sob sol ou sob tormentas. Outras pessoas jamais gostarão muito de nós. Afinidade não se explica nem se cobra, simplesmente acontece. Não conseguimos explicar direito, mas os amigos verdadeiros serão aqueles que, não importa há quanto tempo conhecemos, parecerão como amigos de infância.

Alguns empregos parecerão serem feitos para nós, por mais que relutemos em aceitá-los. Poderemos até tentar aventurar-nos por ocupações outras, investindo e nos dispondo a dar certo naquilo, porém, nem sempre nosso perfil será afim com o trabalho que desejamos. Aceitarmos as nossas limitações e valorizarmos as nossas potencialidades é o que nos tornará mais abertos a nos sentirmos realizados fazendo aquilo que se encaixa perfeitamente em nossas habilidades e aptidões.

Nem todos os que amarmos nos amarão de volta. Não seremos a escolha de todos por quem nos apaixonarmos. Por mais que nos entreguemos, por mais que nos doemos e ofereçamos o nosso melhor, não conseguiremos ser morada de quem não tiver a real intenção de ficar. Sentimento também é algo que não se explica, ele simplesmente acontece ou não. Deixar de insistir em sentimentos não correspondidos pode ser penoso, de início, mas, com o tempo, irá nos oportunizar vivenciar afectividade recíproca junto a quem retornará afecto na mesma medida.

Também vais gostar destes:
As pessoas que usam roupas pretas são mais sérias, atraentes e inteligentes.
Não existem pessoas frias, existem pessoas que aprenderam a bloquear os seus sentimentos.

O que não ficar, foi-se, já era, adeus. O que permanecer então será intenso, verdadeiro e recíproco, como deve ser.