É fundamental ensinar às crianças as palavras mágicas “por favor” e “obrigado”!

Com certeza já ouviste ou leste aquela frase “gentileza gera gentileza” ou outras frases do género que já viraram cliché nas conversas reais e virtuais.

Porém, é necessário fazer mais para que a convivência entre o ser humano, com respeito a todas as diferenças, se pratique cada vez mais. E claro que devemos começar a aprender o que isso significa nos primeiros anos de vida. Mas o que muda numa criança ao dizer as palavras mágicas “por favor” e “obrigado”?

Elas começam a perceber que o egocentrismo, que experimentam durante os seus primeiros anos de desenvolvimento (até mais ou menos os seis anos), é só uma fase. Ensinar-lhe a ser gentis vai ajudá-las a não ficarem estagnadas nessa fase da infância, possivelmente tornando-se em um adultos egoístas.

Por esse motivo, vou aproveitar este texto para sugerir alguns planos básicos para que  orientes os teus filhos em algumas situações de interecção social:

Quando alguém oferece um presente ao seu filho, é comum que se fale “o que se diz agora?”, e a criança, quase com teimosia, diz ao outro “obrigado”.

Não importa as vezes que teremos que repetir essa “ordem”: chegará um momento em que dizer “obrigado” será automático, sem que o seu filho se dê conta.

Quando pede com um “por favor” algum material em sala de aula, o seu filho poderá encontrar um colega que lhe oferece o item com sorriso. Por sua vez, ao dizer “obrigado”, a outra criança irá responder de forma simpática.

Todo este diálogo promove conexões eficazes e poderosas com base em emoções positivas.

Este trajecto entre agradecer com obrigatoriedade e o ponto em que a criança o faz naturalmente e com simpatia é um processo maravilhoso que irá reverter positivamente em sua vida.

As atitudes positivas abonam conforto, pois tratar o próximo com respeito torna as coisas mais fáceis, acessíveis e agradáveis.

Também vais gostar destes:
Dar Paracetamol às crianças ao levarem vacina pode diminuir a sua eficácia.
Sintomas de apendicite que os adultos nunca deveriam ignorar nas crianças.

Então, aproveito esta oportunidade para escrever um “muito obrigada” por nos acompanhar aqui, todos os dias.

Partilha
Loading...