Fazer piadas o tempo todo pode indicar um dano na parte direita do cérebro, apontou estudo. Conheces alguém assim?

Tentar ser engraçado o tempo todo pode ser um sinal de um distúrbio cerebral. Mas se costumas ser o engraçado de todo o pessoal e ficaste assustado com o título dessa matéria, não te preocupes tanto assim, podes ser só sem graça mesmo, para ser considerado uma doença é preciso diagnosticar alguns sintomas que são explicados mais abaixo.

Chamada de Witzelsucht, a disfunção cerebral faz com que a pessoa tenha um comportamento “aparvo” o tempo todo, e contam piadas sem parar e comportam-se de maneira “infantil’’ e bem irritante em qualquer situação do quotidiano, até quando ninguém te acha engraçado ou quando não estão disponíveis para ficar a rir. Essa doença também é conhecida como “Doença da piada”.

Segundo o site especializado em assuntos científicos hypescience, esse distúrbio origina-se de uma lesão no lobo frontal esquerdo do cérebro, que pode surgir a partir de algum baque nessa região, quando há um derrame, tumor, infecção ou qualquer outro problema degenerativo que afecte esta região do cérebro.

Com isso, a pessoa fica eufórica e empolgada em qualquer situação. Outro facto curioso é que as pessoas que possuem essa doença só riem das próprias piadas e são insensíveis para piadas de outras pessoas, entendendo apenas o seu próprio humor.

Também vais gostar destes:
O melhor duelo de piadas secas de sempre.
Rir alto pode ajudar a emagrecer.

Ainda não foram descobertas muitas formas para tratar esse distúrbio. O que os médicos fazem actualmente é encaminhar os pacientes para terapeutas que tentam incansavelmente convencê-los de que as suas piadas não são engraçadas.

Já o segundo método é através de medicamentos que estabilizam a condição emocional do paciente.
FONTESr. Alguém

Partilha
Loading...