Quando te olhas ao espelho o teu cérebro faz-te ter a ilusão de que és 5 vezes mais atraente do que realmente és.

A verdade é que a realidade não é aquilo que percebes; é algo que crias na tua mente.

A ciência explica: a culpa é do espelho. Depois de ficares em frente do reflexo por uns minutos, começamos a achar-nos mais bonitos. Isso ocorre por causa do “Efeito da Mera Exposição”, formulado em 1968 pelo psicólogo Robert Zajonc. Ele defende que temos mais familiaridade com coisas que vemos mais – ou seja, que são mais expostas.

Zajonc reuniu um grupo de pessoas e mostrou uma sequência de imagens geométricas numa velocidade altíssima, de modo que era impossível distinguir as figuras. Depois mostrou as mesmas formas, dessa vez ‘congeladas’, e pediu para que os voluntários escolhessem a mais atractiva. O resultado era sempre o mesmo: eles escolhiam aquela que aparecia mais vezes na sequência.

Zajonc concluiu que a exposição repetida gera familiaridade na mente humana. Por isso, quanto mais tempo passas em frente do espelho, exposto ao teu  próprio reflexo, mais atraente te achas. E é pela mesma razão que acontece o estranhamento diante de uma foto tua: não estás familiarizado com aquela imagem estática.

Também vais gostar destes:
Hoje vamos ensinar-te a usar aloe vera como um produto de beleza.
Os usos do bicarbonato de sódio que vão deixar a tua beleza em alta.

Outro ponto que atrapalha a nossa relação com as fotos é a expectativa. Sempre esperamos sair na foto do mesmo jeito que nos vemos no espelho. A dica é simples: usa o Efeito de Mera Exposição a teu favor.

Familiariza-te com a tua foto: basta olhar para ela repetidamente. Lógico que a imagem não vai passar por um Photoshop instantâneo, mas logo o teu cérebro vai acreditar que não estás tão mal assim.
FONTEGalileu

Partilha
Loading...