No restaurante polémico que tanto se tem falado ultimamente foi encontrado 1kg de cocaína pela ASAE.

O restaurante Made in Correeiros, conhecido por praticar preços exorbitantes e enganar os clientes foi alvo de fiscalização pela ASAE como forma de assegurar que o mesmo se encontra dentro de todas as condições exigidas pela lei.

Após a fiscalização foi encontrado um quilograma de cocaína em duas lagostas e uma sapateira sem miolo.

A ASAE contactou de imediato a PSP que se deslocou ao local e deteve duas pessoas, incluindo o dono do restaurante, mais conhecido como “xula”. Os empregados ficaram notificados para mais tarde prestar declarações em tribunal.

Relembre-se que o dono do restaurante já possui diversas queixas, uma vez que no passado “exerceu actividade laboral” como carteirista  num eléctrico em Lisboa.

Quando questionado sobre a droga que se encontrava no marisco, o mesmo afirmou que as lagostas e a sapateira nunca tinham sido abertas por ninguém do restaurante e que alguém o anda a tramar para que o negócio seja encerrado.

“Não sei quem colocou a droga dentro do marisco. Comprei as lagostas e a sapateira há cerca de uma semana e desde que as coloquei na arca frigorífica nunca mais ninguém lhes tocou. Tenho quase a certeza que foi um esquema planeado por alguém para arranjarem maneira de fecharem o meu negócio.

Já fui carteirista, mas fui porque não tinha o que comer. Fi-lo por sobrevivência.”, afirmou o homem indignado.

Um cliente vitima dos preços exorbitantes afirmou à imprensa que só isto justifica o preço do marisco a 250 e 500 euros.

Também vais gostar destes:
Barcelona vai comemorar a venda de Neymar por 222 milhões de Euros, ao restaurante Correeiros.
Dono de restaurante que pratica preços exorbitantes foi carteirista no eléctrico.

Este foi um momento de humor que merece ser partilhado. Afinal de contas, a vida são só dois dias :D

Loading...