Manuel dos Santos, eurodeputado do PS, e Rui Rio, presidente e vice da mesa da Assembleia Geral da Ordem dos Contabilistas possuem vencimento mensal, o que é caso único, mesmo em empresas, havendo contestação interna.

Pelo menos desde 2013, Rui Rio, como vice-presidente da Assembleia Geral da Ordem dos Contabilistas Certificados, recebe 1500 euros brutos mensais, o que corresponde a 21 mil euros ilíquidos por anos (14 meses), por estar presente na condução de três reuniões em 2016 e duas em 2017. Isto corresponde a sete vezes mais do que aufere o presidente da Mesa da Galp, que recebe três mil euros anuais.

O Observador acrescenta que o presidente da Mesa da Assembleia da Ordem Geral dos Contabilistas, Manuel dos Santos, ganha 28 mil euros por ano, o que corresponde a 2000 euros mensais ilíquidos). Contudo, a remuneração chegou a ser muito superior, mais de 5000 euros por mês, uma decisão da Ordem de modo a compensar o socialista por ter perdido o direito à pensão vitalícia como ex-deputado.

Os salários elevados dos membros dos corpos sociais da OCC estão a causar polémica e muita controvérsia, uma vez que se aproxima as eleições para aquela ordem profissional. Imagina que o bastonário ganha 10 mil euros, um vice-presidente 6100 euros e os cinco vogais recebem 5000 euros cada, de acordo com o Observador.

Segundo uma fonte oficial da candidatura de Rui Rio, o social-democrata “exerceu este lugar a título completamente gratuito durante oito anos” enquanto foi presidente da Câmara Municipal do Porto.

Assim que deixou de exercer um cargo público, passou a receber o vencimento estabelecido “por quem de direito”.

A mesma fonte oficial afirma que Rui Rio passou a receber um vencimento que “se situa em 960 líquidos mensais, uma vez que estando na sua atividade privada, não via razão para continuar a não receber”.

O candidato social-democrata fez questão de sublinhar ao Observador que não apresentou à Ordem quaisquer despesas de representação: “Deste valor, retirou sempre todas as despesas de transporte e alimentação que foi realizando nas diversas reuniões em que tinha de participar”.

Filomena Moreira, atual bastonária dos OCC, recebe mais de 6000 euros mensais ilíquidos pelas funções que exerce, mas que este valor é uma opção da própria, porque o valor que podia receber podia ser de 10 mil euros.

O debate sobre salários pagos na ordem é um dos temas da campanha para as eleições internas, agendadas para a próxima semana, e os candidatos ao cargo de bastonário querem cortar nos salários.

Também vais  gostar destes:
Governo suspende subsídios de uma tetraplégica e manda-a ir procurar emprego.
Governo da Gronelândia oferece duas esposas a quem quiser ir para lá morar.

Deste modo, em relação a outras ordens profissionais, como médicos, enfermeiros e advogados, e até mesmo empresas privadas como a REN e a EDP, os valores que Rui Rio aufere são bastante superiores.
Muita coisa há a mudar neste País, pois a este ritmo nunca mais se voltará a erguer!

Partilha
Loading...