Teresa Guilherme enfrenta um processo em tribunal por acusação do seu ex motorista de escravidão, podendo a apresentadora da TVI sofrer uma dura condenação.

Pedro Alves, ex-motorista de Teresa Guilherme nos últimos 11 anos foi quem denunciou a situação e é sabido que em Maio do ano transacto o mesmo foi alvo de despedimento sem qualquer prévio aviso.

Movido pelo acto de injustiça da apresentadora, Pedro Alves não hesitou em processá-la, afirmando à revista TV Guia que “Tenho de lutar pelos meus direitos, por todos os subsídios que nunca me foram pagos, pelas férias que nunca gozei e pelos danos morais que tudo isto me causou”.

Indignado com toda a situação, pediu, em tribunal, uma indemnização que “ronda os 44 mil euros”.

Ninguém que trabalhe para ela é bem tratado! O regime ali é de escravidão. A Teresa Guilherme escraviza as pessoas. Não há horários, não há feriados e a resposta é sempre a mesma: ‘Vocês trabalham para uma pessoa que trabalha na televisão, não trabalham para a Função Pública’”, afirmou à mesma fonte.

Também vais gostar destes:
A verdadeira razão pela qual Teresa Guilherme não vai apresentar o Secret Story.
Discussão na casa dos segredos analisada por Quintino Aires (arrasa Cláudio Alegre).

“O fascínio de quem realmente a conhece desvanece-se muito rapidamente. Foram muitos dias, horas a fio, momentos que abdiquei de estar com os meus para cuidar dela. Deixei de estar muitas vezes com a minha mulher em prol da Teresa. Sempre achei que ela me iria dar aquilo que eu merecia”, refriu à porta do Tribunal do Barreiro, instituição onde também esteve a apresentadora a prestar declarações (na imagem em baixo):

processo em tribunal - Teresa Guilherme
processo em tribunal – Teresa Guilherme

 

Loading...