1 – Procrastinar
Empurrar sempre com a barriga aquilo que precisa ser feito e deixar para amanhã, para depois de amanhã, para o mês que vem é um péssimo negócio. Pessoas bem-sucedidas sabem o que querem e por isso planeiam os seus passos com cautela e cumprem prazos e metas.
Uma das maiores causas da procrastinação é o facto de que as pessoas se sentem sobrecarregadas de alguma maneira e, por isso, acabam por deixar de cumprir o que haviam prometido. Como resolver? Quebrando cada tarefa em pequenos deveres mais fáceis de ser resolvidos. A regra é simples e básica: uma coisa de cada vez. O que não podes é continuar a adiar os teus compromissos.

2 – Culpar os outros
Nem sempre conseguimos o que desejamos, e pessoas mal sucedidas seguem um padrão nesse sentido: elas acham outras pessoas em quem colocar a culpa. No fundo, essa é uma maneira de não aceitar as responsabilidades dos seus próprios actos nem arcar com as consequências das próprias escolhas. Lógico que é mais fácil culpar outra pessoa, mas é também uma forma de se provar irresponsável e sem o controle da própria vida.
Pessoas de sucesso costumam assumir os próprios erros – e não para por aí: elas procuram formas de reparar o estrago que causaram e aproveitam os erros cometidos para aprender com eles.

3 – Viver fazendo suposições
O nosso cérebro tem a tendência natural de supor coisas quando não tem toda a informação necessária para entender determinados acontecimentos. O problema é que, na maioria das vezes, essas suposições estão equivocadas e, também na maioria das vezes, acabamos acreditando nelas e tomando decisões com base em coisas que sequer existem.
Em termos de sucesso pessoal e profissional, acreditar em suposições é é uma forma traçoeira de nos fazer perder oportunidades. Em vez de supor, pergunte, demonstra interesse, comunica-te

4 – Falar mais do que ouvir
Raramente vais conhecer um empresário bem-sucedido que conseguiu chegar à determinada posição sem prestar atenção no que as pessoas da sua área e do seu convívio profissional tinham a dizer. Não é à toa que pessoas mal sucedidas são aquelas que adoram falar sobre si e seus feitos, mas que não conseguem ouvir nada do que os outros têm a dizer.
Isso acontece por arrogância e prepotência: são pessoas que se acham tão certas e tão donas da verdade que, para elas, nada do que os outros digam é importante. Vale lembrar, no entanto, do que diz um dos grandes nomes em liderança e empreendedorismo social, Bryant McGill. Para ele, saber ouvir é uma das mais sinceras formas de respeitar alguém.

5 – Evitar riscos
O medo de assumir riscos e abraçar novos desafios é um grande ladrão de oportunidades. Permanecer a vida inteira na tua zona de conforto é uma forma de nunca ter sucesso, afinal as coisas acontecem de verdade quando crias coragem e te arriscas. Pode não dar certo de primeira, mas continuar  a tentar é também outro segredinho relacionado a enfrentar riscos.

6 – Temer a demissão
Em tempos difíceis, ninguém quer ser demitido, realmente, mas é preciso ter em mente que demissões acontecem e que, a partir do momento em que isso acontecer na sua vida, o que você pode fazer é se organizar para criar novas estratégias e, assim, procurar novas oportunidades. Pessoas que não têm sucesso em suas vidas profissionais são aquelas que, diante de um cenário de demissão, se desesperam e paralisam. Por mais difícil que seja, não faça isso. Aja, se reinvente, mostre a cara.

7 – Inveja
Perder tempo invejando uma pessoa é um péssimo negócio e, definitivamente, é um comportamento típico de pessoas que pensam pequeno e que não têm nem terão sucesso em termos profissionais. O tempo que perdes invejando o sucesso de uma pessoa poderia – e deveria – ser utilizado para que planeasses o teu próprio sucesso. É ou não é algo mais inteligente?

8 – Falar em perder tempo…
Assim como invejar o sucesso de alguém é perder tempo, outras atitudes comuns comem a areia da tua ampulheta sem que te dês conta e, de quebra, atrapalham a tua vida. Entre as maiores fontes de distração e perda de tempo estão a televisão e a internet – pessoas de sucesso não gastam a maior parte do tempo de que dispõem vendo filmes, programas bobos de televisão, jogando etc.
Não significa que precises deixar tudo isso de lado – lógico que não! A questão mesmo é saber aproveitar melhor o teu tempo com esses meios. Se internet é o teu grande vício, procura conteúdos que possam ser úteis de alguma forma e não te permitas ficar horas a fio, todo santo dia, assistindo aos vídeos daquele grupo de comédia americano que adoras.

Também vais gostar destes:
Sucesso mundial: Esta receita cura a dor nos joelhos, costas e articulações em menos de 30 dias!
A dieta que elimina até 5 kg em 7 dias e está a fazer sucesso em todo o mundo!

9 – Desejar que os outros se ferrem
Não precisa!
Pessoas de sucesso são aquelas que torcem pelo sucesso dos teus colegas também – aquelas criaturas que vivem desejando que os outros se deem mal são os que geralmente se dão mal. Isso de torcer pelo fracasso alheio tem muito a ver com insegurança e falta de espírito de equipe, afinal se os teus companheiros de trabalho estão bem, a empresa fica bem e, por consequência, tu também.

10 – Concentrar-se nas coisas erradas
Ou tu te concentras em ter e dividir ideias com pessoas que possam impulsionar a realização dos teus objetivos, ou te concentras nos teus adversários e ficas a pensar a respeito das atitudes que poderias tomar para que eles se deem mal. Pessoas mal sucedidas costumam concentrar as suas energias para si mesmas e não para o trabalho em equipa, não para o coletivo.
Já as pessoas de sucesso olham para ti, mas como uma forma de procurar crescimento. Depois, olham para a própria equipa e procuram alcançar resultados positivos para todos. Agora é só perceber em qual desses perfis te encaixas – se for no de pessoas mal sucedidas, lembra-te de que sempre há tempo de mudar e melhorar. É só uma questão de boa vontade e treino.