O nosso Governo pagou 200 mil euros por mês por 2 hospitais inexistentes. O ministério da saúde afirma existirem  recursos humanos e materiais  capazes de dar resposta, mas o Presidente de Cascais contrapõe e diz que estes estiveram completamente vazios

 Também vais gostar destes:
A confusão que valeu uma deslocação ao hospital e muitas gargalhadas!
Fazes as tuas compras com cartões multibanco? Vê o que o Governo vai fazer!

O Ministério da Saúde gasta  200 mil euros por mês com remunerações e manutenção de dois hospitais que estão fechados há oito meses.
O Ministério da Saúde refere que “apesar não realizar actividade assistencial, existe toda a actividade de encerramento de contas, gestão de recursos humanos e de património que obriga, por algum tempo, à manutenção da estrutura, tanto de direito como de facto”.

O presidente da Câmara de Cascais afirma mesmo “deve ser um lapso…Qualquer dos dois edifícios estão vazios. Todo o profissional foi absorvido pelo novo hospital de Cascais e não tem ninguém lá a trabalhar. Aliás, todo o equipamento que lá estava foi doado para a Guiné e para instituições nacionais de solidariedade social, como a Cruz Vermelha e Misericórdia…O antigo Hospital de Cascais está desactivado desde Fevereiro de 2010, após ter sido substituído por um novo, mas não só continua a ter um conselho de administração de dois elementos no activo como ficou com 16 médicos e técnicos de diagnóstico e terapêutica que o grupo privado que o substituiu não quis e que continuaram a ser remunerados sem exercerem funções.”
Sem dúvida, Portugal no seu melhor!

FONTEApodrece tuga