Existem 4 funções no teu telemóvel que nunca te passaram pela cabeça e a mais incrível é conseguires abrir o carro com o telemóvel.

Vê o que ele pode fazer por ti!

Emergência I

O número universal de emergência é o 112!
Se estiveres fora da área de cobertura da tua operadora e tiveres alguma emergência, marca o 112 e o telemóvel irá procurar conexão com qualquer operadora possível para enviar o número de emergência para ti, e o mais interessante é que o número 112 pode ser marcado mesmo se o teclado estiver bloqueado.

Emergência II

Trancaste o carro com a chave dentro? O teu carro abre com controlo remoto? Bom motivo para ter um telemóvel. Se trancares o teu carro com a chave dentro e a chave de reserva estiver em tua casa, ligue pelo teu telemóvel, para o telemóvel de alguém que esteja em casa, ou com a chave de reserva. Segura o teu telemóvel cerca de 30 cm próximo à porta do carro e pede que a pessoa acione o controlo da chave de reserva, segurando o controlo perto do telemóvel dela. Isso irá destrancar o carro, evitando que alguém tenha que ir até onde estejas, ou tendo que chamar socorro. Distância não é impedimento. Podes estar a milhares de quilómetros de casa, e ainda assim terás o teu carro destrancado.

Emergência III *3370#

Vamos imaginar que a bateria do teu telemóvel esteja fraca. Pra ativar, pressiona as teclas: *3370#.
Ele irá acionar a reserva e terás de volta 50% de sua bateria. Essa reserva será recarregada na próxima vez que carregares a bateria.

Também vais gostar destes:
Não mais uses o telemóvel na casa de banho.
Não cometas estes erros para não destruíres a bateria do – teu telemóvel.

Emergência IV *#06#

Para conhecer o número de série do teu telemóvel, pressione os seguintes dígitos: *#06#, e um código de 15 dígitos aparecerá. Este número é único. Anota e guarda em algum lugar seguro. Se o teu telemóvel for roubado, liga para a tua operadora e dá esse código. Assim eles conseguirão bloquear o telemóvel e o ladrão não conseguirá usá-lo de forma alguma. Talvez fiques sem o telemóvel, mas pelo menos saberás que ninguém mais poderá usá-lo.”

Partilha