Desde que nasceu, Archie, de 7 anos, vive num orfanato na Bulgária, sem o privilégio de conhecer a família. Existem ainda muitos preconceitos contra o problema que o menino tem: a mutação do gene do cromossomo 21, conhecida como Síndrome de Down. Ninguém quer adpotar uma criança com essa doença.
Durante 7 anos, Archie ficou sozinho. Até que um dia, uma família do Texas encontra uma foto dele na internet. Os pais, Joey e Lisa Eicher, viajam juntos para a Bulgária com a sua filha de 4 anos. Eles imediatamente se sentem próximos do menino e têm certeza de que querem que ele seja o seu filho. Mas ninguém previa o que iria acontecer!
O casal partilha os seus planos de adopção com os seus amigos e familiares. Mas são bombardeados com muitas críticas das pessoas de quem ambos esperavam apoio! Os preconceitos perturbaram profundamente os pais.


“Todos se tornaram, de repente, especialistas e fomos confrontados com todo o tipo de questões e preocupações“, conta Lisa . Ela tenta resistir a todas as críticas, mas o que realmente a surpreende é quando alguém decide envolver a sua pequena filha Ace. Os pais são acusados de negligenciar a menina, pois uma criança com deficiência exige muito cuidado. Eles dizem que Ace vai ser prejudicada pelo menino e sobrecarregada por muita responsabilidade. Algumas pessoas disseram até que Archie seria um perigo para a sua irmã mais nova! Estas palavras são como uma punhalada nos corações de Joey e Lisa.
Mas depois a pequena Ace decide falar e dar a sua opinião. Vê o que ela tem para dizer sobre o seu irmão: