A todos os pais: abram os olhos antes que seja tarde!
Era quarta-feira, 8:00 hs. Cheguei a tempo na escola do meu filho –“Não se esqueçam de vir à reunião de amanhã, é obrigatória” – Foi o que a professora tinha dito o dia anterior.
-“Quem é essa professora? Acha que podemos dispor facilmente do tempo que ela diz? Se ela soubesse quanto era importante a reunião que eu tinha as 8:30!” Dela dependia uma boa negociação e… tive que cancelar!
Lá estávamos nós, mães e pais, e a professora começou a tempo, agradeceu a nossa presença e começou a falar. Não lembro que ela dizia, a minha mente pensava em como ia resolver aquele negócio tão importante, já imaginava comprando aquela televisão nova com o dinheiro.
“João Rodrigues!” – escuta desde longe – “Não está o pai de João?” – diz a professora.
“Sim, eu estou aqui” – contestei indo para receber as notas do meu filho.
Voltei para o meu lugar e olhei. –“Para isso foi que eu vim? Que é isso?” As notas eram quase todas negativas. Guardei rapidamente, para que ninguém veja como tinha se saído meu filho.
De volta para casa ia aumentando ainda mais minha raiva, cada vez que pensava:
“Mas, se eu dou tudo para ele, não tem faltado nada! Agora ele vai ver!” Cheguei, entrei a casa, fechei a porta de uma batida e gritei: “Vem aqui João!”
João estava no quintal, correu para abraçar-me. –“Pai!” – “Nada de pai!” afastei-o de mim, tirei o meu cinto e não lembro quantas vezes bati ao mesmo tempo em que falava o que pensava dele. – “Agora vai para o teu quarto!”
Ele foi a chorar, a sua face estava vermelha e a sua boca tremia.
A minha esposa não falou nada, só mexeu a cabeça num gesto de negação e entrou na cozinha.
Quando fui para a cama, já mais tranquilo, a minha esposa me entregou as notas do João, que tinha ficado dentro do meu casaco, e diz:


– “Lê devagar e depois pensa numa decisão…”
Bem no começo estava escrito: NOTAS DO PAI.
Pelo tempo que o teu pai dedica para uma conversa contigo antes de dormir: 6
Pelo tempo o teu pai dedica para brincar contigo: 6
Pelo tempo o teu pai dedica para te ajudar com as tarefas: 6
Pelo tempo o que teu pai dedica para te levar de passeio com a família: 7
Pelo tempo o que teu pai dedica para te ler um livro antes de dormir: 6
Pelo tempo o que teu pai dedica para te abraçar e te beijar: 6
Pelo tempo o que teu pai dedica para assistir televisão contigo: 7
Pelo tempo o que teu pai dedica para escutar tuas dúvidas ou problemas: 6
Pelo tempo o que teu pai dedica para te ensinar coisas: 7
Média: 6,22
As crianças tinham qualificado aos pais. O meu deu para mim 6 e 7 (sinceramente eu tinha merecido 5 ou menos). Levantei-me e corri para o quarto dele, abracei-o e chorei. Teria gostado voltar no tempo… mas isso não é possível. João abriu os olhos, ainda com os olhos inchados pelas lágrimas, sorriu, e me abraçou e disse: – “Eu amo-te pai!” Fechou os olhos e dormiu.
Acordemos pais! Aprendamos a dar o valor certo a aquilo que é mais importante em relação aos nossos filhos, já que disso depende o sucesso ou fracasso nas suas vidas.
Já pensaste qual seria a ‘nota’ que o teu filho daria para ti hoje?