Presidente do Turquemenistão baniu por completo a venda e consumo de cigarros no de  no país.
O Turquemenistão acaba de pôr fim tanto à venda como ao consumo de tabaco. A ordem foi dada pelo Presidente daquele país, que prometeu também mão pesada para os estabelecimentos que tentem contornar a lei.
O decreto-lei prevê que qualquer loja que volte a vender tabaco deva ser multada em valores que podem chegar aos 1.400 euros (ou 6.900 manats, na moeda local).
Contudo, o Chrono-TM, um website independente que investiga os negócios do país fora das suas fronteiras, diz que o mercado negro tem crescido de forma alucinante, com maços de tabaco que chegam a custar quase 10 euros.

Estas são notícias que não correm através da imprensa nacional, visto que, de acordo com o Independent, é inteiramente controlada pelo Governo, sendo o Turquemenistão o “terceiro pior país do mundo” no que toca à liberdade de imprensa.