Aproxima-te dos teus filhos…

Com o estilo de vida que levamos, cada vez nos encontramos mais ocupados e sem tempo para nos dedicar a nós mesmos e às pessoas que mais amamos. Nesse contexto encontram-se os nossos filhos, os principais afetados que veem como os pais vão se distanciando cada vez mais deles.

Um filho dá muitas alegrias mas também nos traz muitos desafios. Perguntas e mais perguntas, para as quais por vezes não temos resposta, mas que de alguma maneira temos que responder. Para isso temos que ouvi-los, conhecê-los e transmitir para eles o nosso carinho, fazê-los entender que podem contar conosco.

Ter filhos não nos torna pais automaticamente, assim como ter um piano não nos torna pianistas.

Falta de tempo ou falta de interesse?

É normal que o tempo com os filhos diminua quando nos encontramos diante de um projeto importante ou com muita carga de trabalho. O problema é que quando temos um tempo livre para aproveitarmos, na realidade acabamos por ir para longe do aproveitamento e o deitamos na lata do lixo.

Esse é um problema bastante comum. Acreditamos que nunca temos tempo, quando realmente deveríamos ver como podemos ser mais produtivos e aproveitar ao máximo as horas que temos para nós mesmos.

Bom, é certo que, como pais,o  nosso trabalho também se encontra dentro de casa: arrumar as roupas, prepara a comida, dar banho e ajudar os filhos… Tudo isso nos ocupa tempo, mas nos sentimos sempre esgotados e o que queremos é descansar.

No entanto, os nossos filhos merecem atenção e devemos fazer um esforço para dar a eles algum pedaço desse tempo que algumas vezes temos para gastar com o que quisermos. É complicado, pois acreditamos sempre que não temos tempo nenhum. Mas se pensarmos bem, às vezes é mais um ‘não querer’ do que um ‘não poder’.

Lembra-te sempre de que o melhor presente dos pais para os filhos é algo chamado tempo.

Em algumas ocasiões, não há nenhuma diferença entre um pai que passa tempo com os filhos e aquele que quase nunca os vê. O importante é saber se aproximar deles, partilhar coisas, falar e prestar atenção. O problema dos adultos é que consideramos que as nossas preocupações são mais importantes quando, na realidade, não há nada mais importante que estar ali para os nossos filhos.

Também vais gostar destes:
Divorciada quer deixar os filhos com a mãe para sair à noite ANEDOTA
Ciência mostra coisas ótimas que acontecem com mulheres que têm filhos após os 30.

Não são só os problemas que, como vimos, podem surgir da distância, mas também o valioso tempo que perdemos e a irresponsabilidade que é não estar lá para ensinar aos nossos filhos como dar seus primeiros passos nesse mundo. Pensemos um momento em quando éramos pequenos, não precisávamos de pais presentes?

FONTEA Mente é maravilhosa