Ao longo da história da humanidade tem aparecido não apenas um artista, mas uma panóplia de artistas absolutamente incríveis, capazes de deixar um legado fantástico devido aos seus talentos únicos.
Em todas as áreas é perfeitamente possível encontrar um nome que é uma referência. Na música Mozart aparece como um dos maiores que o mundo já viu, Albert Einstein é provavelmente o mais conhecido físico da história da humanidade, Pavarotti para muitos foi considerado o melhor tenor de todos os tempos e alguns diziam mesmo que a sua voz era abençoada por Deus. Na pintura, Vincent Willem van Gogh ou Michelangelo, ainda hoje, são admirados pela obra e técnicas de pinturas únicas.
Todos estes nomes e muitos outros tiveram em comum o reconhecimento mundial, devidoaos seus talentos únicos.
Muitos outros artistas de forma anónima estão perdidos pelos 4 cantos do planeta à espera de serem descobertos. Infelizmente, nem sempre é fácil descobrir pessoas fantásticas e os seus trabalhos sem igual, mas por vezes alguns vão aparecendo e deixando todos estupefactos com aquilo que conseguem produzir nas mais diferentes áreas.

Hoje vamos falar de pintura e de Gustavo Silva Nuñez,  um nome desconhecido para a maioria das pessoas, mas que tem vindo a fazer um sucesso estrondoso com o seu talento e capacidade de causar a dúvida.
Este argentino é um especialista em pintar quadros de pessoas que estão a nadar, mas a sua técnica é tão espetacular que dá a sensação que é uma fotografia real e apenas quando a pessoa se aproxima do quadro consegue perceber que se trata apenas de uma pintura.
Partilha com os teus amigos!