Beijar é muito bom e não existe um ser humano na face da terra que não tenha beijado ou sido beijado por alguém. Mesmo que no rosto.
Também vais gostar destes:
Esse hábito de todos os dias também suscita as suas curiosidades. Muitas talvez até nem tenhas dado conta.

Lê as maiores curiosidades acerca do beijo:

1 – Os lábios humanos são diferentes dos de todos os outros do reino animal.  Só eles são revirados para fora.
2 – Não somos a única  espécie  que dá beijos. Alguns tipos dos nossos ancestrais -os macacos – também pressionam os lábios para expressar emoção, afecto ou reconciliação.
3 – Por que beijamos? Nenhum cientista soube responder exactamente. Mas há suposições. Há  quem defenda que as nossas experiências precoces de alimentação (o aleitamento, por exemplo) levam associar o  beijo a um acto de amor.
4 – Foi o militarismo romano quem introduziu o beijo em muitas culturas. Depois das  suas conquistas, o beijo era uma espécie de comemoração. O hábito foi copiado em vários países da Europa.

5 – Estar perto o suficiente para beijar ajuda instintivamente a avaliar a compatibilidade genética para fins de reprodução. Num importante estudo, o biólogo evolucionista Claus Wedekind, da Universidade de Lausanne, Suíça, informou que as mulheres preferem os aromas de homens cuja imunidade e codificação genética é diferente das suas. A mistura dos genes poderia produzir descendentes com um sistema imunológico melhor.
6 – A evidência  literária mais antiga sobre beijo vem do norte da Índia em textos em Sânscrito Védico, datados de 1.000 a 2.000 anos atrás.
7 – Dar um beijo em outra pessoa  faz tão bem por causa da Dopamina, um neurotransmissor associado a sentimentos de desejo e recompensa, usados em respostas a novas experiências.
8 – Quando vem a paixão pela experiência do beijo, em algumas pessoas um choque de dopamina pode causar uma perda de apetite e uma incapacidade de dormir. Esses são sintomas associados com o amor.
9 – Em homens, um beijo apaixonado pode também estimular a hormona ocitocina, que promove o sentimento de fixação. Quem descobriu foi o neuro-cientista comportamental Wendy Hill do Lafayette College, EUA.
10 – Beijar de mãos dadas reduz os níveis de cortisol, a hormona do stress, Isso diminuiria a pressão arterial e aperfeiçoaria a interacção do casal.
11 – Um beijo apaixonado tem o mesmo efeito que a Beladona (planta com efeitos farmacêuticos) no processo de dilatação da pupila.
12 – Dois terços de todas as pessoas viram a cabeça para a direita no momento em que vão beijar, segundo  a psicóloga Onur Gntrkn do Ruhr-University Bochum, na Alemanha.
13 – Psicólogos descobriram que os homens são bem mais propensos a preferir beijos de língua que as mulheres.
14 – Segundo estudos, a troca de saliva pode estimular a reprodução, na medida em que o homem passa um pouco de testosterona para a parceira nos beijos de língua. Durante semanas e até meses, o acto de repetir o beijo poderia aumentar a libido de uma mulher, tornando-a mais receptiva a relação.
15 – Gordon Gallup, psicólogo evolutivo da Universidade Estadual de Nova York, descobriu que as mulheres prestam muito mais atenção do que os homens na respiração e nos dentes do parceiro.
16 – Veja bem quem vai beijar. O beijar pode transmitir doenças, inclusive a HPV. Isso porque 1 ml de saliva contém cerca de 100.000.000 de bactérias.