AVC (Acidente Vascular Cerebral) deixa as pessoas incapazes no mundo todo. Como os sintomas nem sempre são claros, muita gente por não receber ajuda no tempo certo.

Sintomas do AVC
A dor de cabeça pode ser um dos sintomas do AVC, especialmente quando acompanhada de  alterações de comportamento, sonolência, paralisação de um dos lados do corpo ou do rosto, desmaios, perda da capacidade da fala, entre outros. O mais importante é agir rápido se um desses sinais aparecer.

Há ainda alguns factores de risco que podem aumentar as chances de ter AVC. São eles: diabetes, tabagismo, uso de álcool e drogas, hipertensão arterial, sedentarismo, uso de anticoncepcional, doenças do coração, doença vascular prévia, colesterol e aumento da idade. Evitar esses hábitos é uma forma de prevenir que o problema aconteça.

Atendimento rápido é essencial para sobrevivência
Tratamento e sequelas
O tratamento do AVC é feito com medicamentos que afinam o sangue, para que o problema não comprometa a oxigenação cerebral. Em casos mais graves, pode ser necessário um procedimento cirúrgico para tratar o derrame. A rapidez no atendimento assim que um dos sintomas for detectado é determinante para que a recuperação seja possível. Mas a maioria das pessoas que sobrevive ao AVC fica com alguma incapacidade, como comprometimento da fala, dos movimentos, entre outros.

FONTEBolsa de mulher

Partilha