Um grupo de avecs quis dar a conhecer aos portugueses que não é fácil cantar uma música e fazer frente ao azeite Portugal com longo carisma em Portugal.

O grupo emigrou para o país de Gales com o objectivo de encontrar melhores condições de vida, mas a coisa não lhes correu como previsto e acabaram por se tornar os maiores azeiteiros que alguma vez viste.

Os “rappers” misturam algumas palavras francesas pelo meio da música como forma de fazer vincar o seu registo para lá de mau.

Para além disso, também usaram um automóvel BMW atrás, como forma de mostrar a quem os ouve que o crime compensa e dá muito dinheiro.

“Cri-cri-criminalidade, carta V-I-P para entrar nesta cidade…”

Também vais gostar destes:
DJ agredido por colocar, na mesma noite, 10 vezes a música Despacito
Nova música de Luísa Sobral apoia crianças com cancro.

Vê o vídeo a seguir:

FONTEBilbia

Partilha