Já que existem estudo para tudo ou quase tudo, porque não sobre barba e casas de banho. Numa competição entre quem é o mais porcalhão, quem vence?

Um estudo realizado pelo Quest Diagnostic afirma que a barba possui muito mais bactérias que uma casa de banho imunda.

O laboratório situado no Novo México, EUA, na pessoa de John Golobic, principal responsável pelo dito laboratório refere ter analisado diversas barbas na busca de bactérias acabando por chegar à conclusão que as mesmas possuem ainda mais bactérias que uma casa de banho suja: “Se existir bactérias similares no sistema de água, temos que encerrá-lo para proceder à desinfecção“, afirma Golobic.

As bactérias que Golobic diz ter encontrado nas barbas do mundo masculino podem também estar facilmente presentes em Smartphones e até mesmo nas escovas de dentes. Mas é mesmo nos pêlos do queixo que a coisa se agrava mais existindo até estudo anteriores que afirmam que quem os possui está mais propenso a contrair vírus e bactérias na pele.

Ainda de acordo com este estudo para que os homens consigam ter a sua barba bem higienizada precisam antes de mais ter as mãos bem limpas e se possível utilizarem um bom esfoliante no dia-a-dia.

FONTESabado

Partilha