Quando um cão de assistência estiver perto de ti, segue-o! Tessa C., tem problemas de autismo e epilepsia e quis partilhar a sua história como forma de conseguir educar a população sobre esta questão.

A mulher caiu na rua sem gravidade e o seu cão, Raider, foi imediatamente procurar a ajuda tal como foi treinado para fazer: “Bem, hoje caí. Tombei diretamente com a cara no chão e foi horrível, mas felizmente foi uma queda sem gravidade. O meu cão de assistência, porém, está treinado para ir procurar um adulto caso eu tenha uma convulsão.

Ele assumiu que foi esse o caso. Fui atrás dele depois de sacudir o pó das minhas calças e do meu ‘ego’. Encontrei-o a tentar chamar à atenção de uma mulher muito irritada [com as ações do animal]. Ela estava a afugentá-lo para longe e a dizer-lhe para se ir embora”.

Para Tessa as pessoas precisam de aprender a lidar com cães de serviço e usou as redes sociais para esclarecer que: “se um cão de serviço sem o seu tutor se aproximar de ti, significa que essa pessoa caiu e precisa de ajuda”.

cão de assistência estiver perto de ti

“Não fiques assustado, não fiques chateado. Segue o cão!”, aconselhou. “Se fosse uma situação de emergência, eu poderia ter vomitado e engasgado-me no meu próprio vómito; poderia ter batido com a cabeça; poderiam ter-me acontecido imensas coisas.”

cão de assistência estiver perto de ti

A história tornou-se viral na Internet e Tessa recebeu imensos elogios de pessoas que lhe agradeceram os seus esclarecimentos nesta matéria.

Partilha