Os gritos provocam danos no cérebro das crianças. A educação das crianças não tem nada a ver com a imposição e com os gritos.

Por trás de muitos desses gritos está a impotência dos pais para transmitirem a informação que desejam. Os gritos são uma libertação de energia e não conseguem transmitir a mensagem que os pais desejam impor para as crianças.

Geralmente os gritos aparecem quando alguém perde o controle. Dessa forma, o estado emocional interfere na expressão da mensagem, distorcendo as informações. Se para os adultos é complicado lidar com isso, imagina para as crianças. Os gritos têm um efeito devastador sobre o cérebro infantil.

Os gritos que afetam o cérebro infantil

As pessoas que optam por gritar, com o objetivo de direcionar ou repreender, aumentam o risco do qual falamos anteriormente. Na verdade, por causa dos gritos as crianças desenvolvem comportamentos agressivos ou defensivos.

O grito não minimiza os problemas, mas os agrava. Por exemplo, no que diz respeito à desobediência, os pais que são carinhosos com os filhos conseguem minimizar muito esse tipo de comportamento.

Como podemos acabar com os gritos?

Para evitar cair nessa tentação podemos usar algumas das seguintes estratégias:

  • Gritar é perder o controle. Se perdemos o controle, perdemos toda a capacidade de disciplinar adequadamente a criança.
  • Evita os momentos stressantes. Às vezes é complexo, mas com um bom trabalho de observação perceberemos se estamos a gritar ou não. Dessa forma, quando conseguirmos detectar esse padrão de comportamento, poderemos trabalhar para eliminá-lo.
  • Acalma-te antes de agir. Procura fazer algo que te tranquilize quando perceberes que estás no teu limite. Dessa forma, evitarás perder o controle. Pára por um momento, relaxa e assume o comando.
  • Não te culpes e não te excedas. Tem cuidado com as expectativas que crias a respeito dos teus filhos. Não os culpes por não serem da forma como gostarias. São apenas crianças: o importante é que desfrutem, sejam felizes e se desenvolvam adequadamente.

Também vais gostar destes:
Explicações que só poderiam ter sido inventadas por crianças.
Crianças devem ter horários rigorosos de ir para a cama. Percebe porquê.

Agora já sabemos quais são os danos que os gritos frequentes podem causar no cérebro infantil. Então, está nas nossas mãos, como adultos responsáveis que somos, encontrar soluções alternativas para educar corretamente sem causar danos ao cérebro das crianças.

FONTEA Mente é maravilhosa