Se és assumidamente chocólatra, temos más noticias para ti: O chocolate tem fim à vista.

Quem afirma é o  pesquisador e expert em cacau, John Mason, do Centro de Pesquisas sobre Conservação da Natureza (NCRC), do Canadá.

Tudo porque o solo do continente africano, que é responsável por mais de 70% da produção mundial de cacau, está a mudar com a ação do sol, e a ficar cada vez mais esgotado.

O consumo de chocolate cresce numa média de 2% ao ano. A industrialização de países como Índia e China, faz com que a proporção do ritmo de crescimento aumente.

Só a Costa do Marfim produz 1/3 das sementes de cacau de todo o mundo e para dar conta do recado muitos fazendeiros têm derrubado outras espécies de planta para plantar mais cacaueiro.

Com essa forma de cultivo, o solo fica mais pobre e o cacau não floresce deve. A forma correta de cultivá-lo é em florestas, à sombra de árvores mais altas.

Mas, não nos ficamos por aqui, já que as formas de produção atuais são mais propensas às pragas, que podem devastar plantações inteiras de cacau e para Mason, diretor-executivo Centro de Pesquisas sobre Conservação da Natureza (NCRC), do Canadá: “as pessoas não estão suficientemente alertadas sobre a magnitude de tudo isso”.

Também vais gostar destes:
Comer chocolate no pequeno almoço ajuda a emagrecer, afirma estudo.
Mousse de chocolate mais fácil do mundo com apenas 3 ingredientes: Vê a receita.

A grande verdade é que não há cacau para suprir tanta demanda por chocolate. Antes de devorares inúmeras barras do teu chocolate preferido, pensa nisso, ou então começa a armazenar para quando ele entrar em extinção ;)

FONTEVix