A fibromialgia é uma doença difícil de ser detectada, e caracterizada por diferentes sintomas como dores nas articulações e em pontos específicos do corpo, fadiga, ansiedade, insónia e até depressão. Sua ocorrência é muito mais comum nas mulheres do que nos homens.
O tratamento comum costuma incluir analgésicos e antidepressivos, que ajudam a aliviar os sintomas. No entanto, estudos mostram que, em alguns casos, a medicação administrada é ineficiente e pode até causar efeitos colaterais indesejáveis.
Uma recomendação que tem ganhado força é a de combinar os medicamentos convencionais com outros tipos de tratamentos e terapias complementares e naturais, para obter o melhor resultado possível.

Tratamentos alternativos para a fibromialgia
Vitamina D
Estudos mostram que os níveis de vitamina D em pessoas que sofrem da doença costumam ser baixos. Conhecida como a vitamina da luz solar, aumentar seus níveis no corpo pode contribuir para diminuir a sensação de dor, já que ela actua tanto nos nervos quanto nos músculos.

A principal fonte de vitamina D é o sol, mas ela também pode ser encontrada em alimentos de origem animal como lacticínios, peixes, carnes e ovos.

Acupunctura
Esta técnica milenar chinesa pode ser usada como tratamento complementar eficaz para a fibromialgia. Além de ajudar a aliviar dores crónicas, pacientes também costumam reportar uma melhora nos níveis de ansiedade e cansaço.

Se sofres com os sintomas, definitivamente vale a pena tentar. No entanto, o alívio é temporário, portanto o ideal é fazer sessões de acupunctura regularmente.

Magnésio, selénio e cálcio
Estes três minerais são importantíssimos para a saúde e podem ser de grande ajuda no tratamento, contribuindo para aliviar a sensação de dor. Eles também são importantes para fortalecer os ossos.

O magnésio pode ser encontrado no espinafre, nos espargos, na alface e na lentilha. A melhor fonte de selénio é a castanha-do-pará, mas ele também está presente na farinha de trigo, peixes, carnes e ovos. Já o cálcio pode ser obtido através da ingestão de leite e derivados, brócolis, espinafre, grão de bico, soja e semente de chia.

Massagem e drenagem linfática
Qualquer tipo de massagem vai oferecer ao paciente uma sensação de relaxamento e bem estar que ajuda a atenuar os sintomas de dor, ansiedade e fadiga. Entretanto, a drenagem linfática pode ir ainda mais longe como tratamento desta condição.
Os movimentos rítmicos aplicados ajudam o corpo a se livrar de resíduos e toxinas, além de promoverem a circulação de fluídos e o fluxo sanguíneo, acabando com bloqueios linfáticos que podem ser uma das causas das dores.

Chá de tomilho
Prepara um chá com duas colheres de tomilho seco e meio litro de água. Bebe um copo pela manhã, logo após te levantares, e outro quando as dores começarem a aparecer. Esta receita vai ajudar a reduzir as dores.

Também vais gostar destes:
5 alimentos que nunca deves comer se tens dor nos músculos, articulações ou fibromialgia!
Sopa curativa para que sofre de fibromialgia

Meditação
Estudos mostram que a meditação pode ser capaz de alterar a forma como o cérebro processa sinais de dor.
Meditar ainda reduz o stresse e acalma a mente, proporcionando relaxamento e um descanso mais profundo que ajudam o corpo a se curar das dores.

Vinagre de maçã
O vinagre de maçã pode funcionar como um alívio imediato e natural para os pontos de dor que costumam ser característicos. Basta embeber um algodão numa solução de vinagre e aplicar por alguns minutos na zona dorida, deixando agir. Ele possui propriedades curativas e funciona como um verdadeiro analgésico natural.

5-HTP
É um aminoácido natural capaz de estimular a produção de serotonina, conhecida como o neurotransmissor do bem estar. Ele é fundamental para o tratamento, já que pode aliviar, além das dores físicas, sintomas como a ansiedade, a fadiga e a rigidez muscular. O 5-HTP nos permite ainda ter boas noites de sono.
Alguns alimentos, como a banana e o leite, possuem um aminoácido chamado L-triptofano, que é convertido em 5-HTP dentro do organismo.
Dessa forma, se sofres com a fibromialgia vale a pena aumentar o consumo destes alimentos.

Capsaicina
A capsaicina é uma substância presente nas pimentas vermelhas, que é usada como ingrediente activo em diversos cremes e loções que podemos comprar nas farmácias. Ela possui propriedades analgésicas, e quando é aplicada a partes doridas do corpo, estimula a libertação de uma substância que reduz a sensação de dor.
Ela já foi usada em tratamentos de dores crónicas relacionadas à diabetes, cancro e enxaquecas, e pode também aliviar as dores.