Homens arriscam vidas para salvar escravas do Estado Islâmico!

Nos piores momentos da humanidade surgem os maiores heróis. A máxima está sendo colocada em prática no Oriente Médio, em parte tomado pelos jihadistas do Estado Islâmico.
Por lá, homens se juntaram e formaram grupos de resistência que tem como objectivo salvar mulheres tratadas como escravas pelos terroristas.
Essas mulheres viviam escravizadas, sendo vítimas diárias de estupro, espancamentos, açoitamentos e até apedrejamentos. Em alguns casos, após o salvamento, essas mulheres foram vista sendo carregadas pelos seus salvadores, tamanha a dificuldade que tinham para andar.

Estado Islâmico
Estado Islâmico

O objectivo do grupo é bastante simples: resgatar essas mulheres na surdina e levá-las escondidas até a fronteira com o Iraque, muitas vezes atravessando boa parte da Síria. O destino final costuma ser qualquer território para refugiados que esteja longe do controle do EI. As fugitivas têm pelas consciência de que, se capturadas novamente, serão torturadas até a morte.

Também vais gostar destes:
Estado Islâmico faz séria ameaça a Portugal e promete conquistar o país!
Portugal é um dos alvos principais do Estado Islâmico!

Entre as mulheres recuperadas estão idosas e crianças. Muitas delas, afirmam os activistas responsáveis pelo resgate, precisam de acompanhamento psicológico após o retorno para superar os horrores vividos. Para o bem da humanidade, o grupo de resgate tem atraído cada vez mais membros e, graças a isso, muitas mulheres estão conhecendo novamente o gosto da liberdade.

Touro anão e aleijado foi presenteado com cadeira de rodas.

Duke foi resgatado por Sharon Lawlor que dirige um santuário animal e gastou 10 mil libras para cuidar dele.
O touro é anão e foi atacado por outras vacas… Isso trouxe consequências neurológicas, além de uma fractura na pélvis.
Agora, Duke está a aprender a andar novamente usando uma cadeira de rodas feita especialmente para ele. Duke, tem apenas a metade do tamanho de um boi médio da sua raça, ele seria fuzilado depois de ser gravemente ferido num ataque por outras vacas.
Agora, usando uma cadeira de rodas, Duke está aos poucos começando a andar sozinho novamente.
Vejam as imagens magnificas da sua recuperação e não se esqueçam de partilhar com os vossos amigos. Afinal de contas, os amigos são do melhor que este mundo tem.

Touro
Touro

Duke foi resgatado por Sharon Lawlor que dirige um santuário animal e gastou 10 mil libras para cuidar dele.
O touro é anão e foi atacado por outras vacas… Isso trouxe consequências neurológicas, além de uma fractura na pélvis.
Agora, Duke está a aprender a andar novamente usando uma cadeira de rodas feita especialmente para ele. Duke, tem apenas a metade do tamanho de um boi médio da sua raça, ele seria fuzilado depois de ser gravemente ferido num ataque por outras vacas.

Também vais gostar destes:
Homem adota um touro e mostra ao mundo como a tourada é uma crueldade!
O touro viveu acorrentado toda a vida. Agora vê a sua reação!

Agora, usando uma cadeira de rodas, Duke está aos poucos começando a andar sozinho novamente.
Vejam as imagens magnificas da sua recuperação e não se esqueçam de partilhar com os vossos amigos. Afinal de contas, os amigos são do melhor que este mundo tem :)
Duke foi resgatado por Sharon Lawlor que dirige um santuário animal e gastou 10 mil libras para cuidar dele.
O touro é anão e foi atacado por outras vacas… Isso trouxe consequências neurológicas, além de uma fractura na pélvis.
Agora, Duke está a aprender a andar novamente usando uma cadeira de rodas feita especialmente para ele. Duke, tem apenas a metade do tamanho de um boi médio da sua raça, ele seria fuzilado depois de ser gravemente ferido num ataque por outras vacas.
Agora, usando uma cadeira de rodas, Duke está aos poucos começando a andar sozinho novamente.
Vejam as imagens magnificas da sua recuperação e não se esqueçam de partilhar com os vossos amigos. Afinal de contas, os amigos são do melhor que este mundo tem :)

1

3 4 5 6 7

Tiques nervosos podem indicar doenças ou traumas reprimidos, diz estudo.

Muitos já roeram as unhas. Essa maneira de aliviar o stress é bastante comum, mas podem tornar-se em tiques nervosos e tornar-se um caminho sem volta.
Outras “manias” consideradas tiques nervosos também são um reflexo da necessidade de se distrair ou entreter o cérebro, dizem os especialistas.
A jornalista Marina Duarte começou a puxar a pele dos lábios com as mãos e a morder a parte interna das bochechas quando tinha 18 anos. “Acho que começou nessa época, por ter sido uma fase de decisões como o fazer prova de vestibular e tirar a carteira de motorista“, acredita. Passados oito anos, ela ainda mantém esse hábito. “Eu nunca percebo quando começo a puxar o lábio. Quando dou por mim, já estou fazendo. Às vezes chega a sangrar“, conta. Como a jornalista diz não se sentir incomodada com a “mania”, e que isso não atrapalha a sua rotina, ela ainda não sentiu necessidade de procurar ajuda de um médico para acabar com esse problema.
Um dos tiques mais comuns, o de roer as unhas, pode parecer inofensivo e apenas um embaraço estético, já que a beleza das mãos fica comprometida. Mas, como explicam os especialistas, esse hábito pode ser prejudicial à dentição, à musculatura e à articulação da mandíbula. Além disso, também é uma porta de entrada para bactérias, quando a mania se estende para as cutículas – microorganismos podem entrar no corpo através das feridas.
A faixa etária em que se percebeu a maior incidência de tique é entre 7 e 11 anos. Além disso, o problema acomete mais crianças brancas e residentes em áreas urbanas, segundo a Sociedade Brasileira de Neurociencia.
Em casos mais severos, em que a pessoa se sente constrangida ou incomodada, é aconselhado tratamento psicológico e medicamentoso. De acordo com a psiquiatra Sofia Bauer, o desenvolvimento de um tique nervoso indica uma baixa de serotonina no organismo. Esse neurotransmissor faz com que a pessoa fique mais calma, além de ganhar uma postura mais positiva e alegre. A especialista ressalta ainda a importância de se consultar um médico: “O tique pode ser um sintoma de transtorno de ansiedade generalizada, de transtorno bipolar ou de depressão ansiosa. De qualquer forma, é bom procurar um psiquiatra“.

Os sintomas de hiperactividade e de déficit de atenção podem surgir desde a infância. A maior ocorrência é em meninos entre 7 e 17 anos. “A criança muito agitada não sabe o que fazer com as mãos e acaba realizando acções repetitivas. Geralmente, o tique desperta quando ela descobre a realidade da vida“, explica Sofia Bauer, que lembra ainda que o momento em que a criança nota que Pai Natal não existe, e os pais são simples seres humanos, é uma fase de descobertas que pode ser angustiante.
Como tratamento, apenas medicação não é o suficiente. “O remédio, em si, não faz ninguém parar de roer unhas, por que essa acção já virou um hábito. É preciso conciliar o medicamento com a terapia“, afirma a médica.
Nem sempre são usados remédios de uso controlado para se tratar um tique. Esses são mais indicados para fobias e para a síndrome do pânico. “Nos casos de manias, recomendamos o uso de antidepressivos com antipsicóticos e moduladores de humor. Isso depende, claro, de cada pessoa, e se o problema é um transtorno de ansiedade. Varia conforme o quadro clínico do paciente“, diz a psiquiatra.

Também vais gostar destes:
Estudo confirma: 70% das pessoas que usam antidepressivos não têm depressão!
Dividir tarefas domésticas melhora a vida em casal diz estudo.

De acordo com a especialista, os tiques são mais complicados de se tratar do que o chamado TOC (Transtorno Obsessivo Compulsivo). O TOC é mais fácil de ser tratado e tem mais sucesso na cura, na maioria dos casos, por responder melhor a medicamentos.
Um tique nervoso que deve receber atenção redobrada dos pais é o piscar de olhos repetidamente e de forma rápida. Esse hábito, na verdade, vai além de um tique, e pode indicar um trauma sofrido pela criança, como abuso, separação não amigável dos pais ou outro evento que a tenha marcado psicologicamente para o resto da vida. “O piscar de olhos de forma excessiva é um sintoma de uma situação em que a criança não quer enxergar algo que esteja acontecendo á sua volta“, diz a psiquiatra Ou seja, é uma forma inconsciente de a pessoa mostrar que não está bem.

ti

Alho, vinagre de maçã e mel: uma combinação que trata doenças.

Todos deveríamos adoptar uma alimentação saudável como um estilo de vida, afinal, esse é um hábito que melhora a saúde em muitos aspectos e, com isso, a qualidade de vida. O alho, vinagre de maçã e mel são uma combinação que trata doenças.
Actualmente as pessoas desenvolvem diferentes tipos de doenças que, ainda que em muitas ocasiões não pareça, são produtos de uma má alimentação e um mau estilo de vida.
Se considerarmos a quantidade de doenças que podemos desenvolver por causa de hábitos alimentares e de vida inadequados, percebemos que passa da hora de tomarmos consciência sobre a importância de cuidar do nosso corpo e de lhe proporcionar os nutrientes que precisa para funcionar adequadamente e criar uma barreira contra tais doenças.
Uma das formas para contribuir com a saúde do organismo é através do consumo de alho, vinagre de maçã e mel. Sim! Leste bem!
Esses três ingredientes tão comuns na nossa cozinha podem oferecer muitos benefícios à saúde, para prevenir inclusive doenças como o cancro.

Alho
O alho é conhecido pelos inúmeros benefícios para a saúde, principalmente quando consumido cru. Esse alimento tem propriedades que ajudam a reduzir a tensão arterial, graças ao facto de controlar o colesterol e melhorar a circulação.
Contém selénio que é um composto com a capacidade de prevenir e reverter o dano celular, bem como combater os radicais livres.Pesquisadores encontraram uma forte relação entre essas propriedades e a prevenção do cancro.
O alho também tem propriedades antissépticas, que ajudam a combater fungos, vírus e bactérias, mantendo afastadas as infecções e problemas como as gripes e os resfriados.

Vinagre de maçã

Esse é um produto utilizado tanto com fins culinários quanto para outras actividades referentes à casa. Mas, muito além desses usos, ele também se destaca por suas propriedades medicinais, que ajudam a aliviar muitos problemas de saúde como, por exemplo, alergias, acne, infecções dos seios nasais, gripes, colesterol alto, cândida, fadiga crónica, dermatite de contato, dores de garganta, gota, artrite e refluxo ácido.
Para obter os benefícios desse produto é importante comprar um vinagre de maçã orgânico, ao invés dos destilados ou dos sintéticos.

Mel
É considerado o melhor antibiótico natural, pois tem a capacidade de reforçar o nosso sistema imunológico, incluindo os glóbulos brancos, que são aqueles que ajudam a afastar as infecções, gripes e resfriados. Esse alimento também é utilizado para tratar feridas, aliviar tosses e acelerar processos de cicatrização.
Se considerarmos que cada um desses ingredientes tem muito a oferecer à nossa saúde e podem ser eficazes para prevenir doenças, concluiremos que o ideal é combiná-los para potencializar seus efeitos. Ao associar o alho com o vinagre de maçã e o mel, teremos um super-remédio natural que nos servirá como tratamento para diminuir a tensão arterial alta, catarros, infecções, bem como problemas crónicos, como o câncer, a asma, a artrite, a infertilidade e a impotência.

Também vais gostar destes:
Limpeza facial com vinagre de maçã durante 5 dias: Vê o que acontece!
Elimina infecção urinária com bicarbonato de sódio e vinagre de maçã!

De acordo com vários estudos, combinar as propriedades desses três alimentos resulta num remédio incrível, que pode ajudar a combater as células cancerígenas de muitas formas. Os pacientes que receberam essa mistura apresentaram uma melhoria muito significativa.
Para preparar essa receita não precisaremos de nenhum esforço em especial, porque além de conter ingredientes realmente económicos, os passos para o preparo são muito simples.

Ingredientes

  • 1 chávena de vinagre de sidra de maçã (250 ml).
  • 1 chávena de mel, orgânico e sem pasteurizar (400 g).
  • 10 dentes de alho.

O que fazer?

Num frasco de vidro, mistura muito bem todos os ingredientes e agita durante 90 segundos. O ideal é consumir em menos de cinco dias, porque depois desse tempo muitas das propriedades são perdidas. Conserva-o no frigorífico, sempre e quando for muito bem tratado.
Para consumi-lo começa por tomar duas colheres de sopa assim que te levantares. Se o sabor for desagradável, também existe a opção de diluí-lo num copo com água ou sumo fresco. Os primeiros resultados começam a surgir depois de duas semanas de consumo.

É fácil amar o outro quando ele está forte, difícil é entregar-se totalmente…

Gosto muito de assistir ao programa Chegadas e Partidas, do GNT, onde a incrível Astrid Fontanelle vai ao Aeroporto Internacional de São Paulo colher histórias.
Ele no presenteia com a emoção de mães que reencontram seus filhos depois de 10 anos de dura distância; com a angústia mesclada à sede de mundo de adolescentes que se despedem de sua família pela primeira vez e partem rumo à realização do sonho do intercâmbio; com a expectativa que grita nos corpos daqueles que estão ali à espera do abraço de quem se ama.
Dentre diversas histórias que me proporcionaram diferentes tipos de lágrimas, uma delas me tocou de maneira especial: um casal de mulheres com seus, no máximo, 30 anos, estava à espera do avião que as levaria para outro país em busca da realização de uma das etapas do tratamento do câncer que acometia uma delas há algum tempo.

Enquanto a que a estava acompanhando a olhava – com aqueles olhos de quem venera, de quem carrega um amor que dá sentido a tudo – e dizia que estaria sempre ao seu lado, a moça que estava doente dizia algo assim: “Sabe como a gente tem certeza de que o outro realmente gosta da gente? Quando ele escolhe permanecer ao nosso lado e nos amar ainda que estejamos inúteis.”
É fácil amar o outro quando ele está forte, independente; quando – ainda que precise, em alguns momentos, que tu o pegues no cólo – não há algo que comprometa radicalmente sua autonomia física ou emocional.
Difícil é entregar-se totalmente a ponto de zelar pela vida outro; de assumir o controle pois ele já não pode mais ser mais dividido; de carregar um sentimento que, ainda que diante não da inutilidade – pois aquele que amamos jamais será inútil aos nossos olhos – , mas da fraqueza e dependência alheia, nos faz prontamente “úteis” e certos de que devemos segurar aquela mão que tanto precisa da nossa.
Ainda quando eu era criança, meu pai já apresentava problemas de saúde. Mas foram nos últimos anos de sua vida – os quais eu pude não só acompanhar, mas entender perfeitamente o que acontecia – que eles se acentuaram bastante.

Também vais gostar destes:
Não procures um amor, procura ser feliz…
O amor não é só uma coisa de mulheres!

Lembro que acordava, à noite, com o barulho do choro dele, com o som da sua respiração que denunciava que seus pulmões já não funcionavam direito, com seus passos desorientados movidos por um cérebro que já não sabia mais, em alguns momentos, nem onde ficava sua própria casa. E minha mãe sempre estava lá, passando a mão em sua cabeça e dizendo palavras doces numa tentativa de afastar a dor; sendo a orientação através de seus braços magros a o segurarem e a presença constante nos leitos (e corredores) de hospitais.
Sorte da moça do aeroporto, sorte do meu pai, que encontraram alguém que escolheu ficar, não pelo medo da culpa de partir, mas por amarem tanto que não cogitaram estar em qualquer outro lugar do mundo.

Inteligência e criatividade provém de quem se deita tarde!

E lá vem mais um estudo directamente da Universidade se Semmelweis sobre inteligência e criatividade.
De acordo com um estudo realizado pela Revista “Psychology Today” que se deita mais tarde está mais propenso a uma maior criatividade e inteligência.
Quem o afirma é a Universidade Semmelweis que não hesita em afirmar que todas as pessoas com maior inteligência e criatividade vão dormir a altas horas da madrugada.
Assim sendo, todos aqueles que sofrem de insónias tem estas duas características/qualidades mais vincadas comparativamente a quem possui um QI mais baixo, ou seja, aqueles que possuem um Qi mais elevado, tema maiores capacidades para trabalhar no horário nocturno.
[td_ad_box spot_id=”custom_ad_3″]

“As pessoas inteligentes são atraídas pelo silêncio da noite. O silêncio incentiva a criatividade e o desenvolvimento”, refere um dos estudiosos da Universidade de Semmelweis.
apesar de inúmeros estudos referirem que dormir pouco faz mal à saúde, a verdade é que este estudo contrapõe o que foi investigado afirmando que que se deita a horas que acorda o galo é mais inteligente e criativo.

Também vais gostar destes:
Dormir 6 horas equivale a passar noites em claro, diz estudo!
Dormir sem cuecas faz bem à tua saúde!

Então e  tu? és daqueles que se deita a altas horas da noite, ou preferes antes o velho ditado: Deitar cedo e cedo erguer dá saúde e faz crescer?
Deixa-nos a tua opinião! :)

A planta que coloca em risco a tua saúde. CUIDADO!

A Heracleum mantegazzianum é o nome que se dá a esta planta encontrada nos rios. A mesma pode atingir uma altura de cerca de 4 metros. Uma loucura, não é mesmo.
O mais grave é que esta não é uma planta qualquer e embora possa parecer inofensiva ela pode ser um perigo enorme para a nossa saúde pelos danos que causa ao nosso corpo.
Tudo porque ela produz uma toxina fototoxica que quando exposta à luminosidade tem uma reacção. Quando a  seiva da planta se entranha nas nossas mãos ela infecta e causa queimaduras nas mãos pelo que remover a seiva o mais rápido possível é imperial.
[td_ad_box spot_id=”custom_ad_3″]

Podes fazê-lo com uma tolha, sabão e muita água na zona afectada.
Após fazeres isso é muito importante que evites a exposição da zona à luz solar, nos dias seguintes. Se não o fizeres corres o risco de agravar o problema ainda mais. Se os teus olhos foram os afectados é fundamental que uses óculos escuros nos dias a seguir.

Também vais gostar destes:
Freiras plantam cannabis porque…é terapêutico!
Marido planta milhares de flores para esposa invisual.

Vejam o video publicado no Youtube de uma criança afectada e não se esqueçam que todo o cuidado é pouco, especialmente para quem tem crianças. Partilhem também com os vossos amigos para que eles possam estar alerta para os perigos.

Entende porque sempre cozinhaste massa de forma errada!

Fazer massa é das coisas mais fáceis do mundo, até mesmo para quem não entende nada de cozinha e não gosta de perder muito tempo com essa especialidade.
Coloca-se uma panela ao lume com água, deixa-se ferver e pimba espetamos a massa lá para dentro, não é mesmo?
Pois é, mas ao que parece essa não é a melhor forma de cozinhar esparguete. Segundo o  Chow Tips, canal no  YouTube, há uma forma bastante rápida e eficaz de cozinhar este alimento e que a maioria das pessoas desconhece por completo.

Também vais gostar destes:
Nunca aqueças comida no micro-ondas. Percebe o motivo.
Aditivo gera saciedade e menor ingestão de comida!

Tudo o que precisas é de uma frigideira e colocar o esparguete lá dentro no meio e encher metade desse recipiente com água a temperatura normal. Isso torna o processo bastante mais eficiente eficiente que esperar a água ferver. Quando o macarrão, cozinhar na frigideira,  praticamente toda sua água já terá evaporado. Dessa maneira, consegues tirar a massa hidratada  com uma colher própria para a massa, sem precisar de usar escorredores.
Vê o video postado no Youtube e partilha também com os teus amigos! a partir de hoje nunca mais os teus pratos de esparguete serão os mesmos. Nós por cá apenas ficamos a aguardar um convite teu para almoçarmos ou jantarmos aí em tua casa ;)
[td_ad_box spot_id=”custom_ad_3″]

Como é bom ter irmãos…

“Ouvem-se muitos elogios aos pais, avós, namorados, amigos mas pouco aos irmãos. E eles que normalmente são tão importantes! Fazem parte da nossa vida sem nós termos decidido e podem ficar para sempre, se quisermos.
Os irmãos são os nossos primeiros amigos e são aqueles que dormem em nossa casa todos os dias. Têm o mesmo pai ou mãe, conhecem a mesma família e estão presentes em todas alturas especiais.

Também vais gostar destes:
Irmãos mais velhos são mais conservadores e carrancudos, revela estudo
Irmãos mais novos são mais alegres e divertidos!

Não precisam de ser convidados quando fazemos anos e geralmente até ajudam a preparar as festas; vão a todos os Natais e trocam connosco os presentes que recebem; partem o mealheiro e poupam juntos para comprar presentes; vão de férias todos os anos connosco e conhecem-nos como ninguém. Ter um irmão, seja rapaz ou rapariga, mais velho ou mais novo, é melhor do que ter cinquenta amigos, e não há sorte maior que essa. Com eles não há vergonha nem culpa. É com eles que fazemos as maiores asneiras, e são também eles os primeiros a esconder-se para não ficar de castigo. É com eles que dividimos o triciclo, a bicicleta e mais tarde o carro. É com eles que partilhamos grande parte da nossa vida, quando somos pequenos. O shampoo, a pasta de dentes, os cereais, os jogos, os desportos, os livros, o colégio, as viagens, o desgosto de ter más notas e alegria de ter amigos a dormir lá em casa. Entre irmãos conhecem-se as mesmas regras, aprendem-se os mesmos valores e vive-se a mesma educação, mesmo que um dia mais tarde venha a ser de maneira diferente.
[td_ad_box spot_id=”custom_ad_3″]

Ter irmãos faz de nós pessoas menos egoístas e mais agradecidas. Dá-nos uma visão do mundo menos individualista desde que somos crianças e ensina-nos a partilhar constantemente. Sim, quando não somos únicos aos olhos dos pais, somos forçados a virar as atenções para outras pessoas e outros contextos, o que acaba por ser bom, porque nos dá uma experiência de vida muito maior. É neles que criamos os nossos primeiros modelos, aqueles que nos vão orientar mais tarde na escolha dos verdadeiros amigos. É com eles também que começamos por discutir: pelo boneco que levaram sem pedir e partiram; pela casa de banho que ficou desarrumada; ou pelas horas a que chegaram a casa com os sapatos na mão. E são eles que nos conseguem descontrolar mais facilmente, porque sabem exactamente quais são os nossos pontos fracos e os temas que mais nos irritam. Não ter irmãos não é sinónimo de infelicidade de todo, mas quando se tem é-se inevitavelmente mais feliz. São uma companhia que está sempre disponivel e uma presença com a qual não fazemos a mínima cerimónia. Com eles aprendemos a competir pelas mais insignificantes coisas e isso prepara-nos para o resto da vida. E tornamo-nos pessoas mais sociáveis e comunicativas, o que nos ajuda a integrar na escola, no trabalho e nos grupos por onde vamos passando. Resumindo, ter um irmão é ter a possibilidade de, a toda a hora, experimentar muitas emoções diferentes, já que é neles que vamos descarregando o que de bom e mau nos acontece, o que nos preocupa e o que nos desilude.
Um irmão ensina-nos mas também aprende connosco. Se somos mais velhos sentimo-nos no dever de ajudar e proteger; se somos mais novos admiramos e tentamos imitar o que fez ou disse. Por mais semelhanças que existam, a personalidade é sempre diferente o que irá ser desafiante e enriquecedor durante toda a vida. Quando somos pequeninos é mais fácil sermos irmãos, já que as vidas se cruzam em todos os sentidos. Somos completamente dependentes e essa dependência distribui-se por todos. À medida que nos tornamos adolescentes, com todas as mudanças características dessa fase, damos por nós com pouca paciência para os mais novos e com muita vontade de ter a liberdade e maturidade dos mais velhos. Ainda assim, continuamos a vê-los e fazer programas juntos, porque os pais insistem. Finalmente quando somos adultos e cada um tem a sua própria família, a sua forma de pensar, os seus hábitos e percursos diferentes, sentimos uma maior responsabilidade para manter estas relações que em tempos foram tão diárias. Aí sim, temos que nos esforçar e dedicar, conscientes de que as recordações por si só não garantem a continuidade das relações, como aliás acontece em todos os casos.
Pensar em cada um dos meus irmãos dá-me a certeza absoluta que não seria a mesma sem eles e que farei tudo para que continuemos a ser tão próximos como temos sido até agora.
Mais do que os pais,  eles ajudam a dar realmente sentido à Família – “essa coisa estranha que parece estar a desaparecer”.”

Cão vira parteiro de gata! EMOCIONANTE!

Como bem sabes partilhar vídeos que falem de animais é o nosso forte, não só porque os amamos, como também por sabermos que eles proporcionam momentos incríveis e lições de vida a nós humanos, seres cada dia mais individualistas e egoístas. Hoje queremos falar de um cão que deu uma de parteiro!
O vídeo é a prova viva de que a história que diz que cães e gatos se dão muito mal é coisa de um passado bem distante.

Também vais gostar destes:
– Cão de raça “perigosa” salva menina de 5 anos da morte!
– Gatos e pepinos: o vídeo que se tornou viral e porque não deves assustar o animal!

O sentido de protecção dos animais em relação às suas crias é tremendo já todos sabemos. Se pensarmos em juntar ao sentido de protecção um cão e uma gata ali ao seu lado a parir dá que pensar a muitos: UPA! UPA! É uma combinação estranha e explosiva e isso não vai dar certo. Mas, a mãe natureza é sábia em dar ensinamentos aos seres humanos e o que estas prestes a ver é sem dúvida prova disso mesmo. É tão impressionante que os donos destes dois animais decidiram filmar! Assiste ao vídeo publicado no Youtube e fica impressionado!!
Não te esqueças também de partilhar com os teus amigos. Momentos como este merecem ser vistos por todos nós
[td_ad_box spot_id=”custom_ad_3″]