O currículo de quem procura emprego é sem dúvida a base de tudo para um possível trabalho e os recrutadores portugueses falam sobre este tema.

A empresa de Recrutamento Michel Page, no seu mais recente estudo, entrevistou 564 Candidatos e 25 Consultores de Recursos Humanos em Portugal, para entender o que procuram os recrutadores nos currículos das pessoas que se candidatam a uma entrevista de emprego.

Na sequência dos resultados, vamos falar sobre o que as empresas pretendem

É importante as novas tecnologias e criatividade

Currículo de quem procura emprego

Devido a estarmos na era da nova tecnologia, 84% dos consultores considera bastante importante o saber trabalhar com Skype. Este tipo de conhecimento fortalece muito o currículo, opinião essa também partilhada por 51,2% dos candidatos a entrevista.

Outra conclusão mostra que 45,7% dos candidatos acham que deve-se incluir Hiperligações nos perfis, nas redes sociais. Já o incluir o endereço de mail não valoriza em nada o currículo, o que 68% dos recrutadores também consideram importante. Já 76,8% dos inquiridos diz que incluir uma foto no currículo é uma das outras maneiras de o valorizar ainda mais.

– É importante a informação extra e o tom de escrita

Currículo de quem procura emprego

Na altura em que vais criar um currículo ou mesmo recriá-lo, é importante que descrevas com palavras-chave, o trabalho que já fizeste e as funções das tuas experiências profissionais.

Escreveres no teu currículo uma escrita casual, isso irá enfraquecer o teu texto a nível curricular. Sobre este tema 89,9% dos candidatos considera fundamental adotar um tom de escrita profissional, opinião essa que é partilhada por 96% dos consultores.

O estudo também conclui que 44% dos consultores acreditam que um currículo vitae escrito na primeira pessoa é mais fraco.

– Longevidade na empresa

Currículo de quem procura emprego

Relativamente a longevidade numa empresa, 78,5%dos 564 candidatos entrevistados dizem que o currículo fortalece se tiveres permanecido na mesma empresa mais de 2 anos, o que os consultores em 92% também são dessa mesma opinião.

Mas, existe um fator comum que reúne um consenso geral que é, e deres erros gramaticais, isso pode ser um autêntico “tiro no pé”, ou seja, o teu currículo por muito bom que seja, “já foi à vida”, porque cada vez mais as empresas valorizam bastante o falar bem Português e saber escrever, bem como teres uma cultura geral bastante abrangente.

Também vais gostar destes:
Governo suspende subsídios de uma tetraplégica e manda-a ir procurar emprego.
Finalmente será possível impulsionar o emprego jovem através de estágios a 2750 euros!

Deves ter cuidado quando elaboras o teu currículo e quando vais a uma entrevista de trabalho fales fluentemente sem erros para que sejas valorizado.

Partilha
Loading...