Dedicado a mim e a quem… por todas as vezes usa um sorriso quando o que mais apetece é gritar de dor.

Por todas as vezes que adormeces sentindo a falta de alguém. Por todas as vezes que perdoas e sabes que não devias.

Por todas as vezes que pedes desculpa e a culpa também não é tua. Por todas as vezes que molhaste a almofada de lágrimas.

Por todas as vezes que com um nó na garganta, seguiste em frente. Por todas as vezes que fingiste não ter nada, mas por dentro morrias.

Por todas as vezes que olhaste para o espelho e vias uma pessoa linda, mas não percebeste.

Por todas as vezes que te perguntam “ Que tens..?” e respondes “ Nada “ Quando na verdade estás prestes a explodir.

Por todas as vezes que te sentes frágil e dizes que não consegues seguir em frente, mas depois encontras sempre um novo dia pela frente.

Por todas as vezes que és tu mesma quando todos te criticam. Por todas as vezes que te sentes”nada”, mas logo a seguir encontras uma razão para mudares de ideias.

Por todas as vezes que disseste “ Já chega” e já não era sem tempo. Por todas as vezes que ficas quando toda a gente se vai embora.

Por todas as vezes, aquelas vezes em que querias virar costas a tudo… fugir de tudo e apagar o passado…mas foste forte e resolveste ficar e enfrentar.

Também vais gostar destes:
O amor não sobrevive de promessas.
O amor mais bonito é o que chega sem aviso e muda tudo.

Abre os olhos, não vês o quão forte és..? Não vês a maravilha que és..? Enfrenta o medo…os receios…o mundo se preciso for…luta…Mas vai ser feliz.

TEXTOIsabel Teixeira