Talvez os parceiros que desejam melhorar a vida amorosa devem mudar a forma de dividir tarefas domésticas. Os casais que dividem as tarefas da casa e os cuidados com os filhos têm melhores relacionamentos e uma vida amorosa mais activa, segundo um novo estudo. Por isso, esquece rosas e bombons, é hora de pegar a vassoura ou trocar algumas fraldas.
Companheirismo ao realizar as actividades domésticas evita sobrecarregar um dos parceiros.
Os pesquisadores descobriram que homens que dividem igualmente com as suas parceiras as tarefas domésticas e a responsabilidade com filhos têm mais satisfação no relacionamento e na vida amorosa.
Esse levantamento foi apresentado na reunião anual da American Sociological Association, e usou dados obtidos através de respostas de mais de 900 casais. Descobriu-se que quando as mulheres eram as principais responsáveis pelos cuidados do lar ou dos filhos, tanto elas quanto os homens indicaram pouca atividade amorosa no relacionamento.


Foi nesse sentido também uma outra pesquisa, realizada pela Universidade de Cornell. Ela indica que casais que partilham o trabalho doméstico têm relações mais frequentes e satisfatórias do que outros casais. O problema é que os dados mostraram que apenas três em cada dez dos casais pesquisados realmente faziam uma divisão igual desse trabalho.

Como dividir as tarefas domésticas

A divisão das tarefas domésticas pode variar de casal para casal, já que isso depende da rotina de cada um. O facto é que o homem é capaz de ajudar, seja em pequenas tarefas ou até mesmo na divisão total dos afazeres da casa. Afinal, muitas mulheres trabalham fora e ainda conseguem manter o lar em ordem.
Se você quer colocar o marido para ajudar em casa, algumas dicas podem ajudar:

1. Conversa com ele
2. Deixa-o escolher
3. Não critiques
4. Pede ajuda

FONTEDoutissíma

Partilha