Engana-se quem acha que os efeitos do café no organismo se resumem a energia que ele fornece. A cafeína faz efeito por até duas horas depois de consumida, agindo diretamente no sistema urinário, cardiovascular, respiratório e digestivo.

Efeitos do café no corpo

No cérebro

Efeitos do café
Efeitos do café

Ação antidepressiva
A cafeína age nos receptores de adenosina, que são responsáveis pela manutenção e produção de neurotransmissores importantes para o humor por fornecerem a sensação de bem-estar e euforia.

Estimulante
A cafeína inibe os receptores do neurotransmissor ácido gama-aminobutírico, conhecido como GABA, que é uma espécie de sedativo natural. Ao impedir a ação dessa substância, o cérebro fica mais atento, o que justifica o efeito estimulante que deixa alerta e tira o sono.

Ação analgésica
A cafeína pode auxiliar no tratamento de alguns tipos de dor porque tem efeito vasoconstritor, combatendo dores causadas pela dilatação súbita das artérias, como a enxaqueca.

 

No estômago
O café estimula a produção de ácido clorídrico no estômago, que é o ácido gástrico, irritando o órgão e gerando dor e desconforto. Isso explica porque café dá azia.

O incómodo é percebido principalmente em quem sofre de gastrite, condição caracterizada pela presença de lesões superficiais na mucosa do estômago, sendo contra-indicado para tais indivíduos.

Nos rins

Efeitos do café
Efeitos do café

A cafeína dilata os vasos sanguíneos dos rins e, em consequência, estimula a secreção de urina. Contudo, este efeito do café não faz mal se não houver exagero na dose, o que pode levar a perda de líquido excessiva.

Para o sistema reprodutor
O café pode fazer a hormona feminina estrogénio circular no sangue por mais tempo, mas isso não interfere positiva ou negativamente no organismo.

A bebida pode elevar os níveis do níveis de estrogênio, gerando alterações no ciclo menstrual e dores na mama.

Como há divergência de opiniões, o ideal é não exagerar e, caso haja algum sintoma, buscar um médico.

Para o coração

Doenças cardiovasculares
Consumir uma chávena de café por dia protege o coração de doenças cardiovasculares. Isso ocorre porque a bebida contém polifenóis, antioxidantes naturais que evitam a ação dos radicais livres, estruturas que oxidam células saudáveis.

Ainda por cima, a bebida estimula o aumento da frequência cardíaca ao mesmo tempo em que causa dilatação dos brônquios, facilitando a respiração.

Tensão
A médica Rosália Padovani diz que o café pode ser bebido sem medo, já o nutrólogo Roberto Navarro afirma que a bebida realmente aumenta a tensão.

Neste caso, o ideal é conversar com o teu médico sobre os prós e contras em cada caso e sempre evitar o consumo excessivo.

Contra diabetes
Um estudo da Universidade de Harvard descobriu que o consumo de café reduz o risco de diabetes tipo II. No entanto, ainda são necessárias mais pesquisas que confirmem a relação.

Café emagrece?
O café auxilia a perda de peso porque estimula a lipólise, que é a quebra de gordura. Isso faz com que o tecido gorduroso fique disponível para que o corpo o utilize como fonte de energia, de modo a eliminá-lo.

Porém, café em excesso causa efeito rebote no emagrecimento pois aumenta a quantidade de hormona do stress, o cortisol, o qual está ligado ao aumento do peso.

Café previne doenças?
Diversos estudos analisam os efeitos do café na prevenção de doenças como depressão, cirrose, Alzheimer, Parkinson, cancro, entre outras. Porém, ainda não existe um consenso sobre essas ações.

Efeitos colaterais do café e contra-indicação

Efeitos do café
Efeitos do café

Tomar café exageradamente causa efeitos colaterais como falta de sono, gastrite, arritmia, inquietação, espasmos musculares, transtornos mentais temporários, confusão na fala, ansiedade, nervosismo, síndrome de abstinência, entre outros.

Algumas pessoas ainda podem metabolizar a cafeína lentamente, o que torna o seu efeito mais longo e intenso.

A bebida é contra-indicada para quem possui gastrite, refluxo gastroesofágico e distúrbios de ansiedade. Gestantes, lactantes e crianças devem consultar um especialista antes do consumo.

Também vais gostar destes:
Sem café viras uma fera? Então, bebe porque só te faz bem.
Cafeína é fundamental para o bem da nossa saúde!

Quantidade diária
Para o nutrólogo Roberto Navarro, o ideal é beber no máximo uma chávena de café por dia. Quantidades maiores devem ser analisadas por um profissional da saúde visando as particularidades de cada indivíduo.

FONTEVix