Ex-mulher de António Pedro Cerdeira acusa o actor: “Partiu-me a cabeça com um banco”, disse Susana da Silva em entrevista à CMTV onde o acusa de violência doméstica.

Susana da Silva diz-se vitima de violência doméstica durante sete anos, sendo que tiveram um relacionamento de 9 anos. No passado 4 de junho, a relação entre ambos terminou. Está agora em para tribunal.

Numa entrevista ao mesmo canal Susana da Silva confessa que o primeiro episódio em que foi vitima foi em 2015: “Partiu-me a cabeça com um banco. Tenho fotos disso […] Como conhecia o Pedro de outra maneira, aquele primeiro ato dele foi difícil de aceitar, mas fiquei”, disse.

A ex mulher disse que estes episódios de terror se agravaram em 2019 “quando a mãe do Pedro ficou doente e depois do falecimento dela”, revelou emocionada.

Susana da Silva conta ainda ter sido ameaçada por uma faca e prendida com uma trela, sendo esta última a que mais a marcou.

Se tivesse que deixar uma mensagem ao ator, a ex companheira disse: “Mantém o Pedro, a boa pessoa que és, o bom pai que és, o amigo que és, o bom colega que és, mas por favor pede ajuda, para a próxima pessoa que gostar de ti. Ninguém merece. Não quero que o Pedro seja preso, só quero que tenha vergonha do que fez”, concluiu.

António Pedro Cerdeira defendeu-se e à revista TV7 Dias disse Nunca agredi ninguém! Antes pelo contrário! Não me revejo nesse tipo de comportamento. (…) Face a esta ânsia de protagonismo, extorsão, chantagem, difamação e um sem-número de adjetivos que não cabem na definição de ser humano, vejo-me no dever de repor a verdade”.

E acrescentou: Fui vítima de violência doméstica repetidas vezes. Fui alvo de chantagem, perseguição, roubo de milhares de euros e tudo pela mão dessa senhora, que disse repetidas vezes que iria acabar com a minha carreira, fazendo-se valer da Imprensa e das redes sociais de outras pessoas para espalhar as mentiras que criou, e em parte conseguiu.