A glândula tiroide é uma das glândulas endócrinas que produzem hormonas capazes de controlar as actividades do nosso corpo – por isso é tão importante que ela esteja em equilíbrio. As hormonas tiroidianas agem na corrente sanguínea, estimulando o metabolismo e o equilíbrio dos órgãos, como a velocidade que queimas as calorias e o quão rápido o coração bate.
Localizada no pescoço, qualquer alteração nessa glândula pode provocar problemas de saúde de vários tipos – e isso está sendo cada vez mais comum, entre outros factores, pelo consumo excessivo de iodo.
E o vilão é o sal comum, que, depois de refinado, recebe a adição de iodo sob a forma de “iodeto de potássio”, que é um iodo sintético.
Para prevenir o bócio, como exigênca de lei governamental, a indústrias acrescenta o iodeto de potássio numa quantidade 20% superior à quantidade normal de iodo do sal natural.
O iodeto de potássio (iodo sintético) – diferentemente do iodo natural presente em um bom sal integral (como o do Himalaia) – predispõe o organismo a doenças da tiroide.
Já ouviu falar em hipertireoidismo?
No entanto, o contrário disso também é bem prejudicial, é o que chamamos de hipotiroidismo: a insuficiência da actividade fisiológica da glândula tiroide.

Resultado:
– Cabelos ressecados e quebradiços
– Unhas quebradiças
– Cansaço
– Sonolência
– Raciocínio lento

Há outros factores que podem provocar desequilíbrio na função da tiroide, como gravidez, inflamações, estresse mental, emocional ou físico e substâncias tóxicas também podem provocar esse problema.
O primeiro passo para regular o funcionamento desta glândula é a alimentação, tendo muito cuidado com o sal comum, geralmente consumido em excesso.
Além disso, há uma antiga prática oriental que regula os níveis de hormonas da tiroide de maneira simples e nós ensinaremos como fazer.
Tem em mente que o método é necessário para o equilíbrio e acredita na sua eficácia.
Tudo se baseia na abertura do fluxo de energia da glândula tiroide.

Também vais gostar destes:
Remédio com mel e nozes para regular a glândula da tiroide!
Conhece os seis alimentos que destroem a tua tiroide!

São 5 etapas:
1º passo: esfrega a palma das mãos para aquecer e, em seguida, coloca a mão sobre a glândula tiroide por 10 minutos.
2º passo: engole a saliva que está na tua boca e toma três goles de água.
3º passo: expira e, quando fizeres isso, inclina a cabeça – aproximando o queixo do peito – e segura nessa posição por alguns segundos, sem respirar.
Depois, deves respirar fundo e levantar a cabeça para trás lentamente, o máximo possível – una o lábio inferior ao superior enquanto faz isso.
Depois, volta para a posição inicial (aproximando o queixo do pescoço ao expirar), mantendo-te nesta posição por alguns segundos.
4º Passo: com o queixo no peito, inclina lentamente a cabeça para o lado esquerdo e depois para o lado direito – sem “descolar” o queixo do peito.
5º passo: levanta a cabeça e repete o procedimento cerca de 10 vezes, a partir do 3º passo.
Este é o melhor exercício que podes fazer para ajudar a tua glândula tiroide.