Holandesa desiste de corrida nas Olimpíadas por amor ao seu cavalo.

A hipista  Adelinde Cornelissen teve uma atitude fora do comum durante os jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. Ela decidiu abandonar a competição como prova de respeito aos animais. Depois de notar que seu cavalo, Parzival, estava com febre e a cabeça inchada, além de muito agitado, ela decidiu que o levaria aos veterinários.

cavalo (2)
O diagnóstico foi de que Parzival havia sido picado por algum inseto ou por uma aranha, por isso os sintomas. Ele chegou até a apresentar melhora depois de alguns exames, mas mesmo assim ela preferiu deixar a competição e poupar a saúde de Parzival.

Também vais gostar destes:
A mãe deixou o bebé junto ao cavalo. Quando ele chora, vê o que o animal faz.
Um rabo de cavalo para cada dia da semana: 7 opções maravilhosas!

cavalo
Cavalo

No seu facebook ela deu uma explicação minuciosa, contando que que ficou entre um dilema de deixar a equipe e preservar o cavalo que tem 19 anos. “Quando nós entramos, eu senti que ele estava a dar o seu melhor, e sendo o lutador que é, ele nunca desiste. Mas para protegê-lo, eu desisti. O meu amigo, parceiro, o cavalo que me deu tudo por toda sua vida não merece isso. Então, eu deixei a arena”, afirmou Adelinde.

Holandesa desiste
Cavalo

Em Londres, Parzival e Adelinde conseguiram as medalhas de bronze em equipa e prata na modalidade individual. A equipa até pediu para a Federeação Equestre Internacional, que adiasse a prova do Rio de Janeiro que envolvia a participação de Parzival, para que ele se recuperasse, mas isso lhes foi negado.