Um homem com Síndrome de Down aposentou-se após 32 anos no Mc Donald´s. O último Natal foi de bastante comemoração para o australiano Russell O’Grady, já que além dos festejos tradicionais, este seria o primeiro ano que O’Grady passaria como aposentado.

Ele foi uma das 100 primeiras pessoas da Austrália a ter um emprego sendo portador da Síndrome de Down e agora abriu portas para toda uma mudança nas leis e nos costumes do país.

O’Grady ingressou no McDonald’s local em 1986 e nesses 32 anos de trabalho, ele trouxe orgulho à sua família e foi um exemplo para pessoas de todo o país, ao mostrar o potencial de trabalho que existe na sociedade se permitirmos que certos tabus sejam deixados para trás.

O McDonald’s foi o pioneiro a abrir as portas a pessoas com diferentes limitações, através de um programa de inserção em meados dos anos 1980 em toda a Austrália.

Antes disso, era quase certo que pessoas como O’Grady teriam passado a vida sentadas no sofá assistindo à televisão. Com o incentivo, o australiano com deficiência pôde ter uma vida bastante saudável e ativa.

Entre os colegas de trabalho, O’Grady era admirado por todos.

Partilha