Um homem diagnosticado com cancro e de seu nome Stamatis Moraitis foi avisado que teria apenas 9 meses de vida.

Em 1943, um veterano de guerra grego chamado Stamatis Moraitis chegou aos Estados Unidos para o tratamento de um braço com mutilação de combate. Ele sobreviveu a uma ferida de bala.

Ao longo do caminho, Moraitis casou-se com uma mulher grego-americana, teve três filhos e comprou uma casa de três quartos e um Chevrolet de 1951. Um dia, em 1976, Moraitis sentiu falta de ar. Escalar escadas era uma tarefa difícil; ele teve que parar de trabalhar no meio-dia. Após os raios-X, o seu médico concluiu que o Moraitis tinha cancro de pulmão.

Como ele lembra, outros nove médicos confirmaram o diagnóstico. Eles lhe deram nove meses de vida. Ele estava em meados dos anos 60. Moraitis considerou ficar na América e procurar tratamento agressivo contra o cancro num hospital local.

Também vais gostar destes:
10 coisas que mudam após a morte dos nossos pais.
Conhecido como o “triângulo da morte”, se tocado pode ser mortal!

Mas, a verdade é que ele voltou ao médico 25 anos depois para dizer que ele ainda estava vivo, mas todos os profissionais que o examinaram já haviam morrido. O senhor morreu com 102 anos.
FONTEThe New York Times Magazine


 
Partilha