Uma recente pesquisa divulgada pela Universidade Umeå revelou que os homens que lavam louça é mais feliz do que aqueles que não chegam nem perto da cozinha.
O estudo feito com 723 pessoas ao longo de 26 anos apontou ainda que os preguiçosos também são mais propensos a ter problemas de saúde como ansiedade, nervosismo e déficit de concentração. Ou seja, o argumento perfeito que precisavas para fazer o teu namorado ou marido contribuir mais com as tarefas do lar! Mas existem outras medidas para fazê-lo participar activamente das actividades domésticas.
Procura anotar primeiro tudo o que precisa ser feito em casa durante a semana: cozinhar, lavar, passar, limpar… Vale colocar toda e qualquer actividade nessa lista, das mais simples até as mais complicadas. Depois, a dica é dividir as tarefas de maneira justa, de modo que nenhum dos dois seja prejudicado.
Na hora de falar com o namorado ou marido sobre a divisão das tarefas, deixa de fora da conversa qualquer agressividade ou estupidez. Procura mostrar a ele que a casa é um bem dos dois e que, embora ambos tenham uma vida profissional activa, precisam cuidar juntos do cantinho que conquistaram, já que o companheirismo é fundamental para toda relação. “Também é importante ter em mente que a resistência masculina em relação à participação nos afazeres domésticos é uma questão cultural, intrínseca mesmo, já que lá nos primórdios eles saíam literalmente para a caça, enquanto as mulheres ficavam na caverna cuidando das crias”, explica Adrianna Grannah.

Procura deixar o nervosismo de lado e diz ao teu parceiro de que forma ele pode te ajudar. Usa a lista de tarefas feita anteriormente e sê clara e objectiva. “Além disso, vale lembrar que os homens não têm a mesma visão periférica que tu, sendo capaz de realizar, geralmente, apenas uma tarefa por vez” , ressalta.
Para que tudo corra bem, sem atritos desnecessários, toma cuidado para não te tornares uma espécie de chefe do teu namorado ou marido dentro de casa, cobrando-o o tempo todo sobre o que ele precisa fazer. Respeita o tempo dele. Deixe-o relaxar e só depois disso aborda.
Uma das principais reclamações dos homens que ajudam nas tarefas domésticas é a de que a sua namorada ou esposa é muito crítica. É facto que sempre há como melhorar, mas não podemos exigir que o outro faça exactamente do nossa maneira. “É muito comum vermos mulheres que dizem: ‘Ele lavou louça, mas não desocupou as panelas, não meteu o lixo fora, não secou a pia, não limpou o fogão. Vou ter que terminar tudo sozinha agora’. Só que isso não é bom. Reclamar o tempo todo e dizer que fazes melhor do que ele só vai desestimulá-lo. Por isso, contém o impulso de criticar. Elogiá-lo ao final de cada dever doméstico cumprido é fundamental.

FONTEDicas e truques

Partilha