A idade da reforma vai passar a ser aos 66 anos e 5 meses já em 2019, de acordo com uma portaria publicada esta quinta-feira em Diário da República.

A subida reflecte o impacto do aumento da esperança média de vida no fator de sustentabilidade em relação à determinação da idade de reforma para o próximo ano.

De acordo com uma portaria publicada esta quinta-feira em Diário da República, a idade da reforma passará a ser de 66 anos e cinco meses em 2019.
Deste modo, quem quiser pedir a reforma, sem sofrer penalizações, em 2019, terá de aguardar até completar os 66 anos e cinco meses.

“A idade normal de acesso à pensão de velhice do regime geral de segurança social em 2019, nos termos do disposto no n.º 3, do artigo 20.º, do Decreto-Lei n.º 187/2007, de 10 de maio, na redacção dada pela Lei n.º 64-A/2008, de 31 de Dezembro, e pelos Decretos-Leis números 167-E/2013, de 31 de Dezembro, 8/2015, de 14 de Janeiro, 10/2016, de 8 de Março, e 126-B/2017, de 6 de Outubro, é 66 anos e 5 meses“, lê-se na portaria.

A subida já estava prevista e foi confirmada pelo Governo no final de Novembro do ano passado. Na altura, questionado pelos jornalistas relativamente ao aumento da idade legal da reforma em 2019 para os 66 anos e 5 meses, devido aos dados sobre a esperança média de vida aos 65 anos, o ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Vieira da Silva, confirmou que “se nada houver em contrário, esse será o valor que vigorará para 2019 no que respeita à idade legal da reforma”.

Também vais gostar destes:
Reformado de 94 anos constrói piscina para estar sempre acompanhado.
Homem deixa de fumar e guarda dinheiro do tabaco para viajar, reformar a casa e mais.

A idade da reforma tem vindo a subir um mês, desde 2016, ano em que a mesma se fixava nos 66 anos e 2 meses de idade.

Partilha
Loading...