Para Jaime Marta Soares,  presidente da Liga dos Bombeiros, os incêndios em Portugal são fruto de uma “onda terrorista devidamente organizada“.

Após um encontro com Marcelo Rebelo de Sousa, Presidente da República, Jaime Marta Soares não considera incompetência política o tempo em que foi feito pelo Governo o pedido de ajuda dos meios aéreos, mas admite ter sido “um erro estratégico“.

Para ele, a “onda terrorista” que provoca os incêndios florestais a que se refere, significa que é impossível haver ignições de fogo com uma frente tão vasta como as que se têm verificado nestes últimos fogos na zona norte e centro do país, bem como na ilha da Madeira.

O presidente da Liga dos Bombeiros relembrou que 98% dos fogos florestais têm mão humana e que desses 75% serão de origem criminosa.

Também vais gostar destes:
Hernâni Carvalho, é duro nas criticas sobre a actual situação do país no que toca aos fogos.
Empresários pressionaram Governo a tirar Força Aérea do combate a fogos por estarem privados de helicópteros.

Dá que pensar, não dá? Afinal de contas, se pensarmos um pouco, são tantos os interesses por detrás desta imensidão de fogos florestais. Muitos deles, chegam mesmo a ultrapassar o nosso ingénuo pensamento.
FONTEJN

Partilha