Rodrigo Lapa certamente será um nome que irá marcar a memória de muitos, pois estará para sempre ligado uma tragédia familiar.
Uma morte inexplicável onde as perguntas são muito maiores que as respostas. Qual a razão? Quem assassinou e que mal fez este jovem para ver a sua vida roubada tão prematuramente? Estas são apenas algumas das muitas das perguntas que a Policia Judiciaria tenta responder.

Também vais gostar destes:
Segundo arcebispo as mulheres só são mortas porque querem o divórcio!
Menina de 2 anos morre agonizada. O culpado tem o tamanho de uma unha.

O principal suspeito do assassinato de Rodrigo é um brasileiro, ex companheiro de Célia Barreto que no dia do desaparecimento embarcou num avião rumo ao Brasil para nunca mais voltar.
Será este o assassino que um dia afirmou não estar na disposição de criar um filho de outro homem?
A companheira diz que o relacionamento do casal era normal e nunca se tinha apercebido de violência entre o filho e o padrasto.
Recentemente, Célia Barreto foi ao programa da SIC Queridas Manhãs, onde deu a primeira entrevista, após o enterro do filho e revela.
“Isto é um pesadelo. Eu só quero que isto acabe rapidamente. Tudo é um pesadelo. Não se descobrir um culpado. A polícia tem um suspeito e não vai à procura dele. Eles têm a morada, eu dei a morada e eles não foram”.

Nesta entrevista, concedia ao programa da manhã Célia afirma que nunca mentiu à polícia e acrescenta que se sente destruída completamente e chora em casa.

Esta é provavelmente a frase mais dramática de toda a entrevista: “Se foi realmente ele, só me culpo por ter posto um assassino em casa perto do meu filho”
Assiste o vídeo e vê na íntegra a entrevista, é dramático!


 
Partilha