Mamadu Ba celebrou contratos de 191 mil euros. O polémico assessor do Bloco de Esquerda (BE) que se referiu à atuação da polícia, domingo, no bairro da Jamaica, Seixal, como a “bosta da bófia”, na rede social Facebook – celebrou três contratos com a Câmara de Lisboa, no valor total de 191 109,94 euros.

Contactado pelo CM, Mamadou Ba não se mostrou para falar, mas remeteu esclarecimentos para mais tarde porém não atendeu o telefone.

Está a decorrer nas redes sociais uma petição para Mamadou Ba deixar a Assembleia.

Ao CM, a PSP,explicou que “Não faz qualquer tratamento estatístico relativamente ao seu efetivo, para além da distinção por género”.

Os agentes da PSP dizem sentir-se desprotegidos quando fazem serviço isolados ou acompanham a EDP em cortes de luz nos bairros de Setúbal.

Partilha