O melão engorda e não traz apenas benefícios para o corpo. De facto, ele tem um alto poder hidratante. Contudo, não é essa maravilha toda: ele pode engordar, aumentar os níveis de insulina no sangue, piorando a diabetes, e ainda – surpreendentemente – estimular a candidíase em mulheres.

Quem afirma é a nutricionista Flávia Cyfer. “Ele é digerido muito rápido e isso faz com que a glicose entre muito rápido no sangue, gerando um pico de glicemia. Esse processo também vai exigir altas quantidades de insulina para colocar essa glicose na célula e isso vai engordar“, garante. Ainda de acordo com a especialista, a candidíase pode aumentar graças aos fungos presentes na fruta. “Ele tem muito fungo – é aquela partezinha mais branca que fica por cima das sementes – e uma mulher que já sofra com a doença pode ter o problema aumentado“.

Ele pode ser bom num ponto: é muito alcalinizante. Isso significa que vai ajudar as células das pessoas que comem de maneira pouco saudável (com muito conservante e fritura) a limpar o organismo desse PH ácido, a fim de iniciar uma nova rotina de alimentação.

Dicas de consumo

Nunca na sobremesa – Como ele é digerido muito rápido, se for consumido após a refeição, a comida que tem digestão mais lenta vai deixá-lo preso no estômago. Nessa condição, ele pode fermentar e gerar gases. Come melão sozinho.

Óleo de coco ou castanha – Para resolver o problema de chegar ao sangue muito rápido, a nutricionista indica colocar uma colher de óleo de coco em cima ou comer com duas castanhas junto, para não ter pico de glicemia.

Opta pelo mais verde – Quanto mais maduro, mais doce, mais glicose. Se estiver mais verde, vai ter menos glicose.

Também vais gostar destes:
Bebida poderosa para combater miomas e quistos nos ovários.
Esta tu não sabias: Não se deve comer pepino e tomate na mesma salada.

Ao contrário do melão, alguns alimentos podem ajudar a queimar as gorduras. Confere no vídeo quais são eles e potencialize a tua dieta!

FONTEVix

Partilha