Nem só nos vinhos vive o nosso país e as medalhas ganhas. Também o nosso azeite anda a dar nas vistas dentro e fora de fronteiras, em particular o do Alentejo.
O Azeite Moura DOP da Cooperativa Agrícola de Moura e Barrancos (CAMB), que desde 1954 anda empenhada em apanhar e transformar azeitonas, ganhou o primeiro prémio no concurso internacional Mário Solinas, o principal na área de azeites virgem extra, organizado pelo Conselho Oleícola Internacional.
O azeite premiado arrecadou uma medalha de ouro na categoria de frutado maduro e competiu com outras 110 marcas de diferentes países, desde a Argentina, Austrália, Chile e Israel ao Peru, Tunísia e Uruguai.
O prémio Mário Solinas distingue os melhores azeites virgem extra em quatro categorias, consoante critérios organolépticos, e é tido como o mais prestigiado no setor oleícola internacional, segundo se lê num comunicado de imprensa enviado às redações.

Apesar da distinção, vai ser preciso esperar para molhar o dito azeite no pão ou para regar o prato de bacalhau cozido, uma vez que o lote vencedor será apenas comercializado entre finais de agosto e início de setembro.