Misofobia = é quando sentimos raiva de alguém quando o ouves a respirar ou comer. É uma desordem cerebral.

Para pessoas portadoras da condição médica chamada misofonia, a hora do almoço pode ser uma verdadeira tortura. O som das pessoas a comer – mastigar, morder, sugaa, gorgolejar – pode levá-las a um estado instantâneo de raiva que chega a “ferver o sangue”.

Essas pessoas, segundo especialistas, seguem um padrão consistente. A condição geralmente começa no início da adolescência e tende a piorar com o tempo, expandindo-se de forma a incluir mais tipos de sons na lista dos intoleráveis, como os ruídos de comer e respirar.

Segundo Marsha Johnson, uma audiologista em Portland, EUA, que mantém um fórum de discussão para portadores de misofonia, a doença não é uma escolha. “Não é como se uma criança acordasse em um belo dia com a ideia de não mais tolerar o mastigar dos pais à mesa”, explica.

Também vais gostar destes:
Comer macarrão instantâneo eleva, drasticamente, as chances de ataque cardíaco, AVC e diabetes.
Chimpanzé doente recusa-se a comer, mas tudo muda quando ela reconhece um velho amigo.

Mas a chegada da misofonia é inesperada. A audiologista afirma, ainda, que a condição é tão grave que algumas crianças simplesmente não aguentam sentar-se à mesa ou ir à escola.
FONTEPampulha


 
Partilha