Eu sou assim: uma mulher desafiadora, incorrigível e insuportável para muitos.

Eu sou assim, uma mulher desafiadora, incorrigível, e insuportável para muitos. Sou o resultado dos meus esforços e também dos meus sofrimentos, porque sempre me neguei a ser vítima e a ser escrava. O que vês é tudo o que sou, sem falsidade: alguém que ama a si mesma e acima de tudo, ama a vida.

Esta visão plena e autêntica de si mesma não chega exatamente aos 20 ou 30 anos de idade. De facto, na atualidade fala-se já do poder dos 50 na mulher. Fica evidente que toda idade tem os seus feitos, as suas conquistas e as suas belezas. Contudo, quando se aproxima essa quinta década, muitos laços se rompem, muitos esquemas. Compreende-se também que a gente não precisa ser a “metade de ninguém” para ser feliz.

“Aquele que não souber uivar não encontrará a sua matilha.”
-Clarissa Pinkola Estés-

Por outro lado, outro aspecto interessante que está no auge é o da “mulher alfa”. A presença feminina já conquistou muitos espaços reservados até pouco tempo atrás para o homem. São influentes, agregam valor, criatividade e aptidões admiráveis para liderar negócios e criar um entorno de trabalho mais empático, onde dinamizar o pessoal para novas conquistas.

Mas uma coisa que todos sabemos é que a “mulher alfa” não germinou exatamente neste século XXI. Somos herdeiras de uma linhagem. A mulher sempre foi essa guerreira silenciosa e anónima nos seus contextos mais próximos.

A mulher desafiadora que tens dentro de ti

Vamos admitir: no fim das contas sempre chega esse momento. Esse dia no qual a gente cansa de dizer “sim” quando o que se quer dizer é um “não”. Talvez essa sensação de pleno controle chegue, efetivamente, quando se assume a própria maturidade. Quando já não existe medo da passagem do tempo, e a solidão não é vista como uma inimiga, mas sim como um espaço de crescimento, de expansão e oportunidade.

Uma coisa que todos sabemos é que a mulher desafiadora, às vezes, não é bem aceite. É como um pulso magnético que vem do mais profundo da Terra e que deixa a sua força partir para mudar a realidade. Uma coisa assim é recebida com medo. Porque as mudanças que procuram renovar as velhas fundações são vistas com inquietude.

De forma semelhante, a mulher de personalidade forte ainda é vista com desconfiança. A chamam de egoísta apenas porque se mantém firme nas suas convicções, nos seus valores, ou porque num dado momento escolhe finalmente priorizar a si mesma. Acredites ou não, continuamos a ser essas feiticeiras, renegadas às vezes pelos nossos próprios dons, mas invejadas também pelas nossas tantas capacidades.

Também vais gostar destes:
Mulher sai de casa aborrecida e deixa-o sozinho com o filho. 2 dias depois, ela recebe essa carta.
Mulher tenta trocar neto por o considerar muito feio.

Não importa que sejamos incorrigíveis, fiéis a nossas raízes. Também não importa que alguns não nos aguentem. Somos o que somos, pessoas orgulhosas da nossa linhagem. Herdeiras de uma deusa desafiadora que procuram criar seus próprios caminhos de dignidade e felicidade.

Artigos Relacionados

Últimas

Jacques Costa criticado por apresentador da SIC: “chocadíssimo, devo ser atrasado, estúpido”.

Jacques Costa foi criticado por apresentador da SIC: “Chocadíssimo, devo ser atrasado, estúpido”. A gala de expulsão do Big Brother foi palco de um...

Catarina Miranda está indignada: “Vou tornar a tua vida num inferno”

Catarina Miranda está indignada: "Vou tornar a tua vida num inferno". No reality show 'Big Brother', a dinâmica do jogo sofreu uma reviravolta quando...

A Ferver

Jacques Costa criticado por apresentador da SIC: “chocadíssimo, devo ser atrasado, estúpido”.

Jacques Costa foi criticado por apresentador da SIC: “Chocadíssimo, devo ser atrasado, estúpido”. A gala de expulsão do Big Brother foi palco de um...

Catarina Miranda está indignada: “Vou tornar a tua vida num inferno”

Catarina Miranda está indignada: "Vou tornar a tua vida num inferno". No reality show 'Big Brother', a dinâmica do jogo sofreu uma reviravolta quando...