Foi apanhada a mulher que fingia ter cancro para enriquecer à custa de donativos.

Daniela Costa tem 33 anos, vive em Albufeira e enganou milhares de pessoas angariando dinheiro com campanhas solidárias promovidas por empresários e associações, especialmente na zona do Algarve.

De acordo com o Correio da Manhã, a mulher fingiu durante dois anos estar a lutar contra um cancro no útero que se teria metastizado pelos pulmões e ossos.

Felizmente, a Guarda Nacional Republicana deteve a mulher por ordem do Ministério Público, do Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Faro por burla qualificada.

Casada e com três filhos menores, ela é agora “suspeita de ter ao longo de anos angariado diversas quantias monetárias com a falsa alegação de ter uma doença oncológica e de precisar de dinheiro para tratamento”, disse o MP.

mulher que fingia ter cancro

Daniela Costa foi descoberta quando estava na Fundação Champalimaud, em Lisboa, onde ia muitas vezes, fingindo sofrer da doença oncológica.

Ela começou a levantar suspeitas entre os profissionais e a PSP foi chamada levando-a para a unidade de psiquiatria. Não há registo de que tenha qualquer problema oncológico mas foi-lhe diagnosticada uma perturbação psíquica.

mulher que fingia ter cancro

Em Albufeira, a população ficou em choque já que foram promovidos inúmeros promovesse jantares, angariações de fundos, concertos e festas.

Até ‘latinhas’ em lojas e estabelecimentos de restauração foram colocados como forma de ajudar a mulher.

Partilha