Eu mereço alguém que não desista de mim mesmo quando já não tem interesse.

Mereço alguém que não me torture com promessas de envelhecer comigo, mas que realmente envelheça comigo. Mereço alguém que se orgulhe de mim e que me motive a ser ainda melhor.

Mereço alguém que não abandone a conversa comigo mesmo quando eu não souber mais o que dizer. Alguém que, nos jantares entre os amigos, conte com orgulho como nos conhecemos.

Mereço alguém que goste de viajar e que queira conhecer e descobrir novos locais comigo. Mereço alguém disposto a conferir se a porta está fechada e a máquina de café desligada, porque eu me esqueço sempre. Mereço alguém que saiba diferenciar quando o meu rosto está aborrecido ou esperançoso. Mereço alguém que prove que amar não é contrato, que o amor não termina com os nossos erros. Alguém que não se irrite com a minha ansiedade.

Mereço alguém que queira criar comigo toda uma linguagem cifrada de gestos e olhares para que possamos comunicar sem que ninguém nos recrimine. Alguém que arranje ingressos para um concerto de repente, que me sequestre e me leve ao cinema, que cheire o meu corpo suado como se ainda fosse perfume.

Mereço alguém que não largue as mãos dadas comigo. Mereço alguém que me olhe demoradamente quando eu me distrair, que me telefone para narrar como foi o seu dia. Mereço alguém que procure um espaço acolchoado no meu peito para repousar. Alguém cuja única mentira que me conte seja de que cozinhou o jantar e só diga a verdade depois de eu ter comido.

Mereço alguém que tenha uma risada tão bonita que terei sempre vontade de ter piada. Mereço alguém que comente a sua dor com respeito e ouça a minha dor com interesse. Mereço alguém que não se perturbe com o que as pessoas pensam a nosso respeito. Mereço alguém que saiba ser diversão nos momentos de alegria mas que não perca a doçura nos momentos de tristeza.

Mereço alguém que goste de passar o domingo em casa, acordar tarde e andar de chinelos, e que me pergunte como está o tempo antes de olhar para a janela. Mereço alguém que me ensine a me amar porque até agora as pessoas apenas me vêm ensinando a sofrer.

Também vais gostar destes:
Obrigada ao homem que me fez perceber que mereço algo muito melhor.
Não quero um príncipe encantado e sim alguém que me dê o que mereço.

Mereço alguém que tenha pressa de mim, que deseje a eternidade comigo, que chegue rápido, que largue o casaco no sofá e não seja educado a ponto de estendê-lo no cabide. Mereço encontrar alguém que me faça de novo sentir que sou plenamente necessário.

TEXTOFabrício Carpinejar


 
Partilha